O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

O que comer no dia do Enem? 

Para milhões de jovens, o Enem é o principal acontecimento do ano. Mais que uma prova, o exame representa a oportunidade da realização do sonho de cursar uma graduação. E sempre que o nosso corpo sabe que está prestes a enfrentar uma situação de pressão, é natural que ele responda por meio do sistema digestivo. Por isso, é comum que muitos se perguntem o que comer antes de uma prova concorrida e de longa duração.   

O primeiro passo para se sair bem diante dos outros candidatos é fazer uma alimentação balanceada durante a semana e no dia da prova. De acordo com a nutricionista e professora do curso deNutrição da Faculdade Pitágoras, Kleslene Cutrim, é recomendado selecionar muito bem os alimentos para evitar algum desconforto que atrapalhe o desempenho do candidato durante o exame. Como a prova dura uma média de cinco horas, o ideal é tirar o dia anterior para atividades de lazer e alimentar-se bem.  

Ela acrescenta ainda que, antes da prova, o candidato deve buscar uma refeição rica em proteínas, carboidratos, minerais e respeitar os horários para se alimentar. “É importante ter um equilíbrio na montagem desse prato, priorizando uma proteína como a carne, frango, peixe, ovos, que tenha verduras e legumes, além do feijão. Alimentos diferentes que o estudante não está habituado a comer, melhor não arriscar em experimentar neste dia, pois o candidato deve ter cuidado com o desconforto de uma má digestão”, pontua.  

Em relação ao lanche a sugestão é algo mais prático. “Coloque as frutas que têm vitaminas e minerais, por exemplo, uma banana, uma maçã. A batata doce é rica em carboidrato e uma excelente fonte de energia. O chocolate meio amargo contém o teor de cacau mais concentrado, vai proporcionar bom humor e melhorar o desempenho na hora da prova”, detalha.  

O que levar para a prova 

Confira outras dicas de alimentos para levar durante o dia do exame: 

  • Durante o Enem, o recomendável é levar água e fuja das gorduras e frituras, pois alimentos muito gordurosos retardam o esvaziamento gástrico e dão sono, prejudicando a leitura e interpretação dos enunciados; 
  • Sucos energizantes, como o de mamão com laranja, também são uma boa pedida. Já o café é muito bom para nos deixar atentos, mas causa dependência e pode ocasionar insônia, intolerância alimentar, hiperatividade, falta de concentração, entre outras coisas. O ideal é consumir 2 xícaras pequenas por dia; 

     
  • Outras opções interessantes e práticas são barras de cereais, frutas com casca ou já picadas – como banana e maçã que estejam em potes transparentes – e castanhas como a de caju; 

     
  • O clássico chocolate pode ser uma opção, mas priorize os mais amargos, com maior quantidade de cacau e menos açúcar que os tradicionais; 

     
  • Outra questão é a temperatura dos alimentos: o calor pode ser inimigo. Por isso, é importante evitar itens como iogurtes ou outras bebidas com leite; 

     
  • E por fim, o mais importante: não faça a prova de estômago vazio.