PRF participa de operação da Receita Federal com foco no combate ao contrabando e à contrafação em São Luís.

Durante toda a quarta-feira (10), a Polícia Rodoviária Federal, em apoio a uma operação integrada da Receita Federal do Brasil, desenvolvida pela Divisão de Repressão da Receita Federal (Direp03), atuou na fiscalização de dois estabelecimentos comerciais localizados na cidade de São Luís, no Maranhão, onde uma série de produtos e mercadorias irregulares e falsificadas foram encontrados.

Durante a operação, foram apreendidos milhares de produtos falsificados. Um dos estabelecimentos fornecia itens de vestuário e calçados. Já o outro comercializava eletrônicos e acessórios de forma irregular. Muitos dos produtos estavam sendo vendido sem qualquer nota fiscal e sem a devida autorização para utilização de marcas de propriedade de terceiros.

Em uma das lojas foi possível identificar uma quantidade expressiva de produtos eletrônicos irregulares, cuja importação foi realizada em desacordo com as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Já em outra, milhares de roupas e calçados falsificados foram apreendidos. Ainda segundo a Receita Federal, foram constatados indícios de que muitos dos produtos encontrados entraram de forma irregular no país. Para o transporte de todo o material apreendido ao depósito da Receita Federal na capital maranhense, fez-se necessário a utilização de três caminhões devido à grande quantidade.

Segundo o auditor da Receita Federal, João Lages, ações como essas são fundamentais para retirar de circulação produtos falsificados e contrabandeados que prejudicam a livre concorrência no mercado e diminuem a arrecadação de tributos que poderiam ser investidos na saúde, na educação e em programas sociais. Ele ainda destacou a importância do trabalho integrado entre a Receita Federal e a Polícia Rodoviária Federal.

A integração entre as instituições de segurança pública e os órgãos fiscalizadores é fundamental para o combate a essas modalidades criminosas, contribuindo, em todo país, na desarticulação de fabricantes, importadores e comerciantes de produtos ilegais e sem procedência comprovada.