Nutricionista dá dicas de lanches leves para garantir o pique no Carnaval

O Carnaval está chegando e, para aguentar todos os cinco dias de diversão, o folião precisa estar preparado. Além de manter o fôlego, os brincantes precisam se alimentar bem para não perder nenhum momento da maior festa popular do Brasil.

A nutricionista do Grupo Mateus, Silvia Carvalho, explica que nessa época do ano, é comum o aumento significativo na ingestão de álcool. Assim o corpo precisa estar equilibrado, para não perder a energia, nem a festa.

“O consumo de bebidas alcóolicas cresce neste período, portanto, a primeira dica é sempre estar hidratado. Nossa orientação é que o folião não deixe de beber água e sucos de fruta, que auxiliam no bem-estar e ajudam a equilibrar com o álcool presente no organismo”, recomenda.

Além de líquidos, Silvia dá quatro dicas de lanches práticos que não podem faltar na bolsa do folião:

MIX DE CASTANHAS
As castanhas são ricas em proteína vegetal e ótimas aliadas no quesito ‘energia’. Além de nutritivas e excelentes fontes de energia, são fáceis de transportar. Sendo assim, a nutricionista indica opções, como: amêndoas, castanhas de caju, do Pará, podendo adicionar ameixa seca e uva passas.

FRUTAS

As frutas são ricas em nutrientes e vitaminas, além de serem leves e práticas para levar na bolsa. Banana, maçã, pera e uvas, por exemplo, garantirão a reposição de energia através da frutose, que é o açúcar da fruta.


SANDUÍCHE NATURAL

Os sanduíches naturais contém nutrientes como carboidratos e proteínas. Os foliões podem adicionar o recheio de sua preferência:  frango, atum, queijo branco, ricota, queijo cottage, além de hortaliças, legumes e folhas em geral, como cenoura, beterraba ralada, tomate e outros. São uma ótima opção para quem quer um lanchinho rápido, saudável, antes de cair na folia.


BARRINHAS DE CEREAL

As barrinhas podem ser feitas em casa, misturando mel, farinha de arroz e os cereais de acordo com a preferência. “São uma opção prática, fácil de levar e que ainda proporcionam saciedade”, recomenda a profissional.