Xô, cáries! Dicas para aproveitar os chocolates sem prejudicar a saúde bucal

“Trufas e barras de chocolate são meus preferidos. Amo consumir após as refeições, sempre que posso. Aqueles recheados com frutas, como de cupuaçu, ganham meu coração”, conta a professora de teatro Samira França, 26, que se autodeclara chocólatra raiz e sempre deixa um bombom na bolsa.

E com o período típico dos ovos de chocolate chegando, o desejo de Samira pelo doce triplica. “Nessa época, por aqui, ninguém passa vontade. Compro muito mais para mim e para a minha família, especialmente aos meus afilhados. Sou apaixonada por ovos de Páscoa de todo tipo de recheio, até os sabores fitness, que também são maravilhosos”, lembra a jovem. 

Se você é como Samira e a sua vontade de comer chocolates aumenta na época da Páscoa, se prepare para anotar dicas essenciais para não prejudicar a saúde dos dentes, afinal, com tanto doce, sempre existe o risco das cáries indesejadas. 

A professora do curso de Odontologia do Centro Universitário Estácio São Luís, Keiko Aramaki, alerta para o aparecimento de cáries pelo consumo excessivo dos açúcares de adição. “Bolos, chocolates, refrigerantes, biscoitos, por exemplo, possuem esse açúcar concentrado na composição e a frequência ao consumir acaba provocando alterações no metabolismo do biofilme oral, ou seja, gerando a placa bacteriana. Com a queda do PH bucal, as bactérias produzem ácidos que desmineralizam os dentes, causando as lesões”, explica. 

De acordo com a especialista, tudo começa com uma mancha branca que vai agravando se não for tratada. Experiência pela qual Samira já passou, graças ao excesso de doces. “Tenho muita sensibilidade bucal e acabei tendo cáries. Tratei e hoje tenho pavor de dor de dente, então, o cuidado é redobrado para continuar comendo chocolate”, afirma, associando sempre a escovação após o consumo à garantia de não passar mais pelo problema. 

PREVENIR É MAIS DOCE QUE REMEDIAR

Se a cárie progredir, atingindo os tecidos do dente até alcançar o nervo, a consequência é o temido tratamento de canal. “É melhor termos um olhar cuidadoso para a prevenção, para evitar chegar no ponto de um tratamento invasivo como a pulpectomia, popularmente conhecida como canal. Em crianças e adultos, as recomendações são as mesmas: tente reduzir a frequência de doces por dia, opte por chocolates com teor maior de cacau e menos açúcar e sempre escove os dentes e use fio dental após o consumo, no mínimo três vezes ao dia”, finalizou Keiko.