.

Polícia Civil prende homem suspeito de tentar matar grupo de amigos após rejeição em João Lisboa

A Polícia Civil do Maranhão, na tarde da última quinta-feira(29), prendeu um homem de 33 anos, suspeito de ter desferido um disparo de arma de fogo tipo espingarda contra um grupo de pessoas. O disparo alvejou três pessoas simultaneamente, sendo um homem e duas mulheres, e uma das vítimas por pouco não perdeu a visão de um dos olhos. O fato ocorreu na cidade de João Lisboa.

De acordo com o delegado James Ferreira, titular da delegacia de Polícia de João Lisboa, na madrugada do dia 18 de agosto deste ano, no Povoado Centro dos Carlos, o investigado por não ser acolhido por um grupo de amigos para ingerir bebida alcoólica, se ocultou nas imediações do local e de lá desferiu um disparo de arma de fogo tipo espingarda. Os chumbos da munição se espalharam e acertaram as vítimas.

Após o crime, dias depois, o suspeito assumiu a autoria e passou a proferir ameaças contra as vítimas. Conforme a decisão, “em que pese a vedação prevista no Código Eleitoral, entendo que se está em uma situação de excepcionalidade que autoriza a realização da prisão temporária, ainda que no período vedado”. O mandado é fruto de uma representação postulada pela Autoridade Policial titular e devidamente deferida pelo Juízo da 2ª Vara. O Ministério Público se manifestou favorável ao pleito.

Após as formalidades, o suspeito foi encaminhado à unidade prisional de Imperatriz, onde permanecerá à disposição da Justiça da Comarca de João Lisboa.