MA intensifica combate aos incêndios em Mirador

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) reforça as atividades da operação Maranhão Sem Queimadas, no Parque Estadual de Mirador. As equipes estão no município desde o início de julho, combatendo o avanço do fogo no local, com uma série de atividades. Agora, os militares maranhenses terão apoio de efetivo da Força Nacional, que foi acionada pela Superintendência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA-MA), para atuar nas áreas limítrofes às terras indígenas, que são de competência da União.

Com a estiagem, crescem os focos de incêndios, principalmente em áreas florestais, que são, em sua maioria, causados pela ação humana. O mês de setembro é considerado o mais crítico do período, e é quando tem reforço dos trabalhos da operação Maranhão Sem Queimadas. O trabalho inclui ainda ações educativas, de conscientização e orientação às comunidades. A operação alcança 21 municípios e áreas indígenas, e prossegue até 30 de novembro. 

A superintendente do IBAMA-MA, Flávia Alves, destacou a importância do reforço para as ações de combate ao fogo no parque Mirador e áreas próximas às terras indígenas, com total integração do Corpo de Bombeiros e o órgão federal. “As condições meteorológicas são de baixíssima umidade do ar e fortes ventos. O fogo já é intenso e estamos atentos a esse problema. Essa é uma preocupação social e que precisa do engajamento de todos os órgãos afins, para que a prática seja coibida. O IBAMA soma esforços no enfrentamento às queimadas”, ressaltou.

Consolidando as iniciativas e força-tarefa no combate às queimadas, o Governo do Estado criou o Comitê Estratégico para a Prevenção e Combate ao Desmatamento Ilegal, Exploração Florestal Ilegal e Incêndios Florestais (CEDIF). O decreto foi assinado em julho pelo governador Carlos Brandão. O CEDIF tem como objetivo reduzir as queimadas nos biomas Amazônico, Cerrado, Caatinga e Mata dos Cocais, por meio de ações de prevenção e enfrentamento a estes casos.

“É mais uma importante iniciativa com objetivo de prevenir e combater os incêndios florestais. O governador Carlos Brandão foi decisivo ao criar o comitê, sendo a medida fundamental para que os órgãos estaduais e federais possam atuar, de forma integrada, no combate às queimadas, e, assim, reduzir os focos de calor no estado”, avaliou o comandante geral do CBMMA, coronel Célio Roberto.

O decreto proíbe o uso do fogo para limpeza e manejo de áreas, exceto em situações previstas nas legislações específicas; e traz normas gerais de controle e prevenção a incêndios florestais. O documento é válido até dia 30 de novembro. O IBAMA também integra o CEDIF.