Governo realiza fiscalização educativa em estabelecimentos comerciais na Cohab

Fiscais da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde (SES) percorreram, neste sábado (04), ruas e avenidas da Cohab para orientar os estabelecimentos sobre a intensificação das medidas para o combate ao Covid-19 no Maranhão, bem como acerca das boas práticas de higiene, relacionadas à produção, circulação de mercadorias e consumidores.

A ação contou com apoio da Polícia Militar e foi realizada com base no decreto nº 35.714 instituído pelo Governo do Estado, que suspende temporariamente o funcionamento de atividades e serviços não essenciais e dispõe sobre outras medidas para enfrentamento da emergência de saúde em razão dos casos confirmados de novo coronavírus no estado.

Foram visitados estabelecimentos localizados na Avenida Jerônimo de Albuquerque e em ruas do bairro da Cohab. Além das orientações aos estabelecimentos que oferecem serviços considerados essenciais, os fiscais explicaram sobre a necessidade da desinfecção de carrinhos, cestas, máquinas de cartão, corrimões, esteiras e balcões de atendimento, além de outras medidas previstas no decreto.

De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Edmilson Diniz, os fiscais foram bem recebidos nos estabelecimentos. “Esse trabalho realizado na Cohab é educativo, fazendo cumprir o decreto do Governo do Estado para manter a orientação à população sobre a importância do isolamento social, da redução de aglomerações durante este período em que vamos estar sofrendo o pico da pandemia. Nosso objetivo é assegurar a proteção da sociedade”, assinalou.

Durante as fiscalizações, alguns estabelecimentos de serviços não essenciais foram fechados, enquanto outros foram orientados a adotar medidas sanitárias a fim de evitar o risco de eventual contaminação. As visitas foram somente para orientar sobre a intensificação das medidas de higiene que, consequentemente, irão minimizar a propagação do vírus.

“É um momento atípico para o mundo, mas precisamos entender a importância desse isolamento. Desde o primeiro decreto, temos feito nossas atividades em todos os segmentos comerciais, focando sempre nas orientações, exercitando o cuidado com as pessoas”, completou Edmilson Diniz.

Para o major Felipe Santana, do 8º Batalhão da Polícia Militar, essas intervenções estão sendo realizadas pelas equipes são uma questão da segurança de saúde pública. “As empresas precisam entender a importância do momento em que estamos vivendo agora e que o risco de contágio é para o próprio empresário também”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.