.

Governo e terceiro setor realizam ações de combate à fome no estado

Uma rede de apoio envolvendo entidades, sociedade civil e Estado tem se formado em todo o país diante das necessidades causadas pela pandemia do coronavírus. No Maranhão não é diferente. O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), firmou parcerias com o Instituto Gerando Falcões, a Fundação Banco do Brasil e com a Central Única das Favelas (CUFA) para incrementar o Programa Comida na Mesa e, assim, amenizar a fome de milhares de famílias no Estado.

A parceria da SAF com o Instituto Gerando Falcões contemplou 3.105 famílias quilombolas com cartões do tipo vale-alimentação com valor de R$ 300 cada. Os cartões foram utilizados para aquisição de alimentos pelas famílias em situação de vulnerabilidade nas comunidades quilombolas. Foram contempladas famílias dos municípios de Mata Roma, Buriti, Guimarães, Cedral, Serrano do Maranhão, Mirinzal, Colinas, Itapecuru-Mirim e São João dos Patos. 

“Muitas das vezes a gente não tem o que colocar na mesa. É muito triste quando o filho da gente pede alguma coisa para comer e não tem. Então, a gente fica muito grata com a chegada desse cartão porque agora eu vou poder comprar o alimento para meus filhos”, agradeceu Jozelma Sousa, beneficiária da comunidade quilombola Faveira, município de São João dos Patos.

Outra ação que soma esforços com os programas do Governo do Maranhão no combate à fome é a parceria da SAF com a Fundação Banco do Brasil que realizou a distribuição de 1.750 cestas básicas com produtos da agricultura familiar para famílias de bairros de São Luís e da zona rural da capital. Ao todo, foram distribuídas mais de 40 toneladas de alimentos.

Em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA) foram entregues cerca de 800 cestas básicas para moradores da zona rural e bairros de São Luís, região metropolitana e para o município de Colinas, no Sertão Maranhense. O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Rodrigo Lago, destacou a importância das parcerias com o terceiro setor para garantir assistência às famílias que mais precisam.

“Muito importante essa parceria do Programa Comida na Mesa com o Instituto Gerando Falcões, a Fundação do Banco do Brasil e a CUFA. São parceiros que somam esforços conosco no combate à fome e também nos ajudam a fortalecer a agricultura familiar, pois as cestas distribuídas são compostas por alimentos dos nossos produtores rurais”, destacou Rodrigo Lago.

Muitas ações pelo Maranhão

Este fim de semana foi de muitas ações pelo Maranhão. Teve forrageira, poço, kit de irrigação, patrulhas agrícolas e Comida na Mesa. 

As ações de apoio à agricultura familiar iniciaram em Santa Inês, na sexta-feira (4), na comitiva do Governo do Estado, liderada pelo governador Flávio Dino e pelo vice-governador Carlos Brandão. Santa Inês foi contemplada com uma patrulha agrícola e muitas outras ações do Governo do Estado.

Ainda na sexta-feira, o secretário da SAF esteve em Colinas realizando o programa Comida na Mesa, com a entrega de 200 cestas básicas, fruto de parceria entre a SAF e a CUFA.

No sábado (5), foi a vez de Paraibano receber 4 forrageiras e 4 kits de irrigação para impulsionar a produção de alimentos nos povoados Varzinha, Terra Vermelha e Canabrava.

Em São João dos Patos, também no sábado, a ação foi na comunidade quilombola Faveira. A comunidade recebeu cartões do tipo vale-alimentação com valor de R$ 300 reais cada. A ação é resultado de parceria entre a SAF e a ONG Gerando Falcões. No povoado, também teve a assinatura da Ordem de Serviço para implantação de um Sistema Simplificado de Abastecimento de Água para a comunidade. 

Para finalizar, na passagem do governador Flávio Dino a Santo Amaro, o município foi contemplado com uma patrulha agrícola, Escola Digna, kits do Mais Renda e muito mais.