O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Escola de Música do Maranhão celebra 48 anos com prédio reformado e mais oportunidades

Com a reforma geral de seu prédio sede e a oferta de novos cursos e vagas, a Escola de Música do Estado do Maranhão “Lilah Lisboa de Araújo”, agora IEMA Escola de Música, comemorou seus 48 anos. A maior Casa de formação em Música do estado realizou, na sexta-feira (13), uma programação especial, com a presença de alunos, ex-alunos, professores, gestores e ex-diretores, além da comunidade.

As comemorações pela fundação da Lilah Lisboa também marcam a retomada das atividades na Escola, após o período de pandemia. Elias Ribeiro, gestor geral, destacou o novo momento que vive a comunidade integrante da Escola de Música. “Hoje, com a presença dos ex-diretores e da reforma do prédio que deixou a escola pronta para o reinício das aulas, após a pandemia, vivemos um novo momento. É uma honra receber vocês para comemorar os 48 anos da Escola de Música e que marca o reinício das nossas atividades”, enfatizou.

O secretário adjunto da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), André Bello, ressaltou a importância da Escola de Música e dos investimentos realizados pelo Governo do Estado para revitalizar o espaço. “Viva a música, viva a cultura, viva a Educação pública do Maranhão! A Escola de Música vive um novo momento ao se transformar em IEMA, unindo cultura, música e qualificação profissional. Com os cursos profissionalizantes que o IEMA Escola de Música vem realizando e já atendendo mais de 300 pessoas, a escola vai se transformando, consolidando-se cada vez mais e, principalmente, ampliando as oportunidades para todas as pessoas e, com isso, é com muita alegria que nós comemoramos os seus 48 anos”, apontou André Bello. 

O grupo musical Instrumental Pixinguinha, especializado no gênero chorinho, abriu a programação, que contou com participações especiais de outros músicos; da soprano Rose Nogueira, ex-aluna da escola, e do tenor Sérgio Pacheco, acompanhados pela pianista e professora Rose Fontoura; a Orquestra Jovem do Maranhão João do Vale e a Camerata Ludovicense de Violões, composta por alunos, ex-alunos e demais violonistas de São Luís, sob a regência do professor Roberto Froes.

Oportunidades

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou, na última semana, um novo edital para o preenchimento de 230 vagas em cursos de Nível Fundamental, em Instrumento Musical e Canto, e de Nível Infantil, em Instrumento Musical e Musicalização, na modalidade presencial, a serem ofertados pelo IEMA Escola de Música “Lilah Lisboa de Araújo”. As inscrições iniciam na próxima segunda-feira (16) e seguirão até a quinta-feira (19).

As inscrições serão presenciais, no IEMA Escola de Música “Lilah Lisboa de Araújo”, localizado na Rua da Estrela, nº 363, Praia Grande, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h. Os interessados devem apresentar, no ato da inscrição, os seguintes documentos: RG ou CNH; CPF; declaração escolar ou certificado de conclusão do Ensino Médio (para candidatos que já concluíram esta etapa) e comprovante de residência.

Do total de vagas, 70% serão destinadas a estudantes oriundos de escola pública. Neste caso, os candidatos deverão apresentar documentação que comprove estar devidamente matriculado ou ter concluído o Ensino Médio na rede pública de ensino. Além disso, 25% das vagas serão destinadas aos candidatos da ampla concorrência e 5% a pessoas com deficiência, neste caso, sendo necessário apresentar cópia de laudo médico emitido nos últimos 12 meses, comprovando a natureza da deficiência, atestando a especificidade, grau ou nível da deficiência.