AGED/MA discute o recebimento itinerante de embalagens de agrotóxicos

Gestores e técnicos da unidade regional da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) de Imperatriz reuniram-se, na quinta-feira (17), com produtores rurais, representantes da indústria de defensivos agrícolas e dos canais de distribuição de agrotóxicos, da INFRAERO, das associações de agricultores e da Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos de Imperatriz. A pauta foi o recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos, vindas do Cinturão Verde, um setor de hortifruti em que agricultores produzem nas áreas de concessão da INFRAERO ao redor do aeroporto da cidade.

Na ocasião, a AGED/MA promoveu uma palestra na qual abordou temas como  o uso correto e seguro dos defensivos agrícolas, legislação estadual de agrotóxicos e como fazer o descarte correto das embalagens vazias. 

Segundo o fiscal estadual agropecuário, André Gonçalves Ferreira, essas ações servem para trazer o produtor rural para a legalidade. Ele destacou que a palestra atingiu o público-alvo que são os produtores de hortifruti do Cinturão Verde. “Conseguimos escolher o ponto para recebimento das embalagens vazias de agrotóxicos e determinar um prazo para que os agricultores possam fazer a devolução dessas embalagens. Vamos monitorar a questão da devolução e intensificar a fiscalização nos próximos anos”, informou. 

“A palestra foi importante, porque nos ensinou a forma correta de usar o agrotóxico e o que fazer com as embalagens vazias de veneno”, disse o agricultor Manoel Martins dos Reis. 

Local para recebimento das embalagens vazias

Na reunião, ficou definido que o ponto de recebimento itinerante das embalagens vazias de agrotóxicos do Cinturão Verde será na sede do Centro de Difusão de Tecnologia (CDT), da INFRAERO. 

O ponto funcionará entre os dias 21 de setembro a 05 de outubro deste ano, sendo que, no último dia, a Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos irá fazer o recolhimento das embalagens e a emissão dos Recibos de Devolução para os agricultores.

“O objetivo principal dessa ação é retirar o máximo de embalagens vazias de agrotóxicos do campo, trazer o agricultor para a legalidade e criar o hábito de fazer o certo, evitando que o mesmo possa ser penalizado por descumprir a legislação”, informou o fiscal da AGED/MA, André Ferreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.