2ª Vara de Execuções Penais doa milhares de cestas básicas a instituições sociais

A 2ª Vara de Execuções Penais de São Luís, realizou, em 8 de outubro, no bairro do Coroadinho, um encontro entre organizações sociais, colaboradores e autoridades do sistema de Justiça e segurança pública, em torno do debate sobre o tema “Integração entre a comunidade e o tratamento às pessoas criminalizadas”. 

O encontro começou às 9h30, no salão da Igreja Nossa Senhora da Conceição (Rua 7 de Setembro, 105, Vila Conceição). Na oportunidade, em parceria com o NEDUC, Núcleo de Educação Comunitária, foi realizado o “1º Encontro de Líderes e Instituições Sociais da Ilha – Empodera Favela”, em torno do debate do tema “As ações de apoio à comunidade vulneráveis durante a pandemia”. Na oportunidade, foi realizado o encerramento da Campanha “Adote uma diarista”, com a entrega de 100 cestas básicas, apresentação de um desfile das peças desenvolvidas pelas costureiras de “Costurando Sonhos”, promovido pelo G10, organização nacional que reúne os líderes das dez maiores favelas brasileiras, que escolheu o Coroadinho – considerado a 6ª maior periferia do país, para sediar o encontro.

JUSTIÇA PELA COMUNIDADE

Durante a programação da tarde, o juiz Fernando Mendonça apresentou às organizações comunitárias o Fundo de Projetos Sociais da 2ª VEP e lançou, simbolicamente, o Projeto “Justiça Pela Comunidade”. O juiz informou que o evento reuniu representantes de entidades públicas e comunitárias que recebem pessoas em cumprimento de pena de prestação de serviço à comunidade, e representantes de projetos sociais beneficiados com repasses de recursos obtidos com a aplicação de penas pecuniárias, em processos que envolvem causas de menor potencial ofensivo. As inciativas da vara contam com o apoio do Tribunal de Justiça e Corregedoria-Geral da Justiça do Maranhão.

CESTAS BÁSICAS

Com o apoio da 2ª VEP, cerca de 2.030 mil pessoas foram cadastradas por 49 entidades sociais espalhadas por toda Ilha, que estão recebendo desde abril cerca de 260 mil reais para aquisição de cestas básicas distribuídas às famílias assistidas pelos seus projetos.  Além desses recursos, a 2ª VEP recebeu 365 cartões magnéticos de tíquetes de alimentação, do Instituto “Cores do Mará” em convênio com a ONG “Gerando Falcões”, cada cartão com o valor de R$ 300,00, que alimentaram igual número de famílias, durante três meses.

Outra parceria firmada com organização Mulheres Extraordinárias e a “Humanitas 360”, contribuíram para a compra de centenas de cestas básicas. No total, foram arrecadados R$ 418 mil reais, e adquiridas em torno de 12 mil cestas básicas para distribuição de famílias por meio de recursos em cartão de crédito, tíquetes-alimentação e cestas básicas. 

“Durante a pandemia, entendemos que uma das formas de contribuir com essas organizações que nos ajudam e prestam relevantes serviços seria garantir que elas pudessem auxiliar as famílias carentes com que elas trabalham. E a melhor maneira de empregar esses recursos seria alimentando as pessoas que perderam emprego por conta da pandemia”

Por meio da parceria institucional com a 2ª VEP, o Grupo Mateus disponibilizou o cartão corporativo “Crednosso”, onde são feitos os créditos referentes aos valores para a compra da cesta básica fornecida às famílias. 

“No primeiro momento da pandemia, o crédito foi feito com cartão virtual, por meio do nosso aplicativo. Depois, nós concedemos um cartão físico onde também é creditado o mesmo valor, para as pessoas que não dispõem de smartphone, para que possam fazer as compras no supermercado. Na segunda fase do projeto, vamos arrecadar recursos através de doações feitas na venda de produtos e troco premiado, em que as pessoas, ao adquirir esses produtos, além de estarem contribuindo para esse programa de assistência social, também vão concorrer a prêmios’, explicou Renato Neto, representante do Mateus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.