Yglésio sugere criação de canal de denúncia contra maus tratos a animais

Foi enviada, na segunda-feira (20), à Prefeitura de São Luís, bem como à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, uma indicação, de autoria do deputado estadual Dr. Yglésio (PROS), que sugere ao Executivo municipal a criação de um canal de comunicação digital para que a população denuncie casos de maus tratos a animais.

Segundo o deputado, é possível fazer denúncias por meio da Delegacia Virtual, mas a Secretaria de Estado do Meio Ambiente não tem acesso aos inquéritos, por serem sigilosos. “O que impede qualquer ação do órgão, levando as pessoas a pedir ajuda pelas redes sociais, por serem canais de comunicação vistos como mais diretos e que dão maior visibilidade aos crimes relatados. Daí a necessidade de um canal específico”, disse o deputado.

Conforme Yglésio, o canal poderá funcionar como ferramenta de denúncia, que já existe nas plataformas digitais do Procon e que dá ao consumidor a opção de informar à entidade abuso de preços e demais situações em que o consumidor se sinta prejudicado. “Com uma ferramenta assim, a sociedade pode ajudar a ampliar os esforços do poder público e proteger nossos animais das mais diversas barbaridades que vemos quase todos os dias”, completou.

Um movimento contra os maus tratos

Crimes graves contra animais têm acontecido com frequência na região metropolitana de São Luís e as pessoas estão denunciando também com mais frequência, de acordo com o parlamentar. “Precisamos aproveitar esse cenário para implementar canais eficientes dessa natureza. Tentar coibir mais crimes do tipo, pois a sociedade já não aguenta mais ligar a TV e assistir a reportagens sobre crimes contra animais indefesos, que vivem sem assistência dos órgãos competentes, além daqueles que, mesmo tendo um lar, ainda sofrem com a irresponsabilidade de seus donos”, disse o deputado.

Recentemente, o deputado direcionou esforços à proteção aos animais. Foram enviadas indicações à Prefeitura de SãoLuís, como a que sugere a inclusão de uma taxa voluntária de R$ 10 na cobrança do IPTU para ajudar na causa animal, a criação de um conselho municipal de proteção aos animais e o censo de animais domésticos. Segundo o deputado, só direcionando esforços para a causa animal será possível resolver essas questões ambientais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.