VLI reduz consumo de água nova em mais de 20% e antecipa meta prevista para 2030

Em 2023, empresa, que lançou sua agenda de compromissos públicos de desenvolvimento sustentável em 2021, alcançou o percentual por meio de otimizações pontuais no reaproveitamento de recursos hídricos utilizados em terminais, ferrovias e portos

O Dia Mundial da Água é celebrado em 22 de março e marca o esforço da comunidade internacional para colocar em pauta a gestão dos recursos hídricos do planeta. Alinhada com este objetivo, em 2021, a VLI, companhia que opera terminais, ferrovias e portos, determinou como um de seus compromissos públicos de desenvolvimento sustentável a redução em 20% no consumo de água nova em suas operações de logística intermodal até 2030. E graças aos esforços de sua liderança e colaboradores, a empresa pôde atingir esta meta já em 2023, quando registrou o percentual de 20,4% na economia deste recurso nas diversas áreas e infraestruturas sob sua concessão em mais de dez estados do Brasil.

Desde 2020, a VLI vem evoluindo significativamente em seus esforços para o reaproveitamento da água envolvida em sua operação. Logo no primeiro ano, a empresa já registrou redução de 4% no uso destes ativos hídricos e, em 2022, saltou para 14,24%. O atingimento do percentual previsto na meta já em 2023 comprova o comprometimento da companhia em promover o crescimento dos negócios ao mesmo tempo em que garante a eficiência no aproveitamento dos recursos naturais. Para 2024, espera-se que este índice ultrapasse os 22%.

“A VLI tem como ambição ser referência em sustentabilidade na logística. Alcançar a marca de 20,4% de redução em nosso consumo de água em apenas três anos demonstra a mobilização de toda a companhia em torno desse objetivo. Neste sentido, buscamos seguir avançando nas formas de captação que preservem os mananciais superficiais e as águas subterrâneas, garantindo a reutilização de água de forma sustentável”, afirma Rute Melo de Araújo, diretora executiva de Gente, Inovação e Sustentabilidade na VLI.

Dentre as iniciativas que viabilizaram o atingimento da meta estão, por exemplo, a adequação de sistemas de reúso deficitários e a instalação de canaletas para a captação da água da chuva

no Terminal Integrador Portuário Luiz Antônio Mesquita (Tiplam), em Santos (SP). Neste processo, os recursos hídricos são destinados diretamente para a Estação de Tratamento de Efluentes de Lavagem (ETEL), que o direciona para a lavagem de linhas, umectação de vias e armazenamento voltado ao combate a incêndios nas linhas de abastecimento do complexo. Já no Terminal Portuário de São Luiz (TPSL), a VLI alterou processos que geram grande consumo de água, como, por exemplo, a limpeza de correias transportadoras, que exigia de 50 a 90 minutos de uso contínuo de água. Agora, esta higienização ocorre por meio do uso de vassouras, esfregões e pás, o que, além da economia, não gera efluentes.

Além da redução do consumo de água nova, a empresa possui, ainda, o Programa de Monitoramento de Recursos Hídricos e Efluentes, que visa garantir a qualidade da água consumida e manuseada e dos efluentes lançados por meio de monitoramentos periódicos realizados em parceria com laboratórios analíticos certificados pelo Inmetro. Ao todo, são monitorados 358 pontos distribuídos entre águas subterrâneas, superficiais e efluentes dispersos em 50 municípios. O volume de água consumido e descartado é controlado por leituras semanais dos hidrômetros instalados em cada ponto de captação (poço), recebimento (concessionária) e descarte.

Para mais informações, acesse: https://www.vli-logistica.com.br/

Sobre a VLI

A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no país, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Por quatro anos consecutivos entre as três companhias mais inovadoras do setor de Transporte e Logística no ranking do Valor Inovação, a VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.