Transpetro realiza primeira operação Ship to Ship (STS) no Maranhão

A primeira transferência entre navios atracados a contrabordo – também conhecida como Ship to Ship (STS), realizada no Maranhão (MA), já tem data prevista: 6 de setembro. A Transpetro e a Petrobras efetuarão a operação, que envolve a descarga de 26 mil toneladas de Diesel S10 do navio aframax Torm Helene para o MR2 Rômulo Almeida, no Píer 106, do Porto de Itaqui.

“Já tínhamos feito uma simulação bem-sucedida há dois meses, e agora estamos efetivando a primeira operação. É um trabalho de suma importância, uma vez que aumenta a eficiência do porto, que é o primeiro avistado pelos navios vindos da Europa e das Américas Central e Norte”, afirma o gerente executivo de Operação de Dutos e Terminais do Norte e Nordeste da Transpetro, Flávio Godinho.

Maior operadora logística multimodal de petróleo e derivados da América Latina, a Transpetro já tem agendada para esse mês outra operação Ship to Ship em Itaqui, desta vez com uma carga de 160 mil metros cúbicos de diesel – a maior carga de combustível já atracada no Norte-Nordeste do país.

Neste ano, de janeiro a junho, a companhia realizou 326 transferências de combustíveis no país, que são seguras ambientalmente. Essa operação entre navios é realizada com a ocupação de dois berços do porto, o que gera uma fila de navios que esperam pela atracação.

Com o Ship to Ship, um navio atraca ao lado de outro para fazer a transferência, ocupando, assim, apenas um berço e abrindo espaço para outras embarcações atracarem. Isso reduz a fila de navios, tornando o porto mais ágil e eficiente. Os custos da operação logística de petróleo e derivados nessa modalidade podem ser reduzidos em até 30% nesse modal.  

Itaqui é um dos mais importantes pontos de recebimento e distribuição de derivados do Brasil. O diesel e a gasolina, proveniente de outros estados e países, chegam por navios e uma parte é descarregada para que as distribuidoras entreguem pelas ferrovias e rodovias aos postos de combustível dos estados do Maranhão, Piauí, Tocantins, Goiás, Mato Grosso e Pará.  

Outra parte é transferida do navio para embarcações menores, que levam esses combustíveis para outros portos da região, como Fortaleza (CE), Belém (PA) e Itacoatiara (AM).  

SOBRE A TRANSPETRO  

 A Transpetro opera 49 terminais (28 aquaviários e 21 terrestres), cerca de 8,5 mil quilômetros de dutos e 36 navios. A empresa é a maior companhia de logística multimodal de petróleo, derivados e biocombustíveis da América Latina.  

A companhia presta serviços a distribuidoras, à indústria petroquímica e demais empresas do setor de óleo e gás. A carteira da maior subsidiária da Petrobras conta com mais de 170 clientes.