TJMA e Sindjus assinam termo para admissão de estagiários

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Lourival Serejo, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, e o presidente em exercício do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (Sindjus/MA), George Ferreira, assinaram termo de cooperação técnica para disponibilização de estagiários para o “Projeto Digitalizar Já”.

De acordo com o Termo de Cooperação, o TJMA receberá quinze estagiários encaminhados pelo Sindjus/MA para digitalização dos processos físicos existentes nas unidades judiciárias de 1º grau.

Para o presidente do TJMA, desembargador Lourival Serejo, o convênio demonstra um sindicato atuante fora do seu ciclo de interesses diretos. “A cooperação mostra um interesse pela Justiça e pela coletividade. Isso é muito gratificante e merece todos os elogios possíveis”, frisou o presidente.

O corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, parabenizou a iniciativa do sindicato pelo interesse em ações de cooperação, afirmando que “receber a mão-de-obra qualificada de estagiários, que deverá ser devidamente capacitada, é sempre uma oportunidade que a Justiça deve aproveitar, para que se prossiga nessa missão de prestar Justiça a todos”.

Segundo o presidente em exercício do Sindjus, George Ferreira, a assinatura do termo representa um passo importante de modernização da Justiça, uma vez que agilizará a migração do processo físico para o processo eletrônico. “Considero esse termo uma cooperação firmada entre o Tribunal e os servidores, posto que vai auxiliar nossos colegas nesse processo de digitalização. Agradecemos ao Tribunal e afirmamos que a iniciativa vai trazer muitos frutos para os servidores, para a sociedade e para a Justiça”, afirmou.

ATRIBUIÇÕES 

O TJMA vai ofertar a infraestrutura com as condições adequadas à realização das atividades dos estagiários, além de coordenar as ações desenvolvidas pelos cooperantes no processo de digitalização para o Sistema Processo Judicial Eletrônico (Pje).

Caberá ao Sindjus informar ao TJMA a relação dos estagiários participantes, efetuar o pagamento de quaisquer despesas relacionadas aos estagiários e informar quaisquer circunstâncias que impossibilitem a continuidade da participação de estagiário no programa, procedendo a substituição do mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.