Tecnologia a favor da saúde e produtividade de trabalhadores da indústria 

As tecnologias digitais e a Internet das Coisas já estão presentes no dia a dia da população e, também, nas rotinas das empresas mais especificamente voltadas para área da saúde. Este ano, um estudo realizado pela Revista Veja aponta que até 2026, o número de usuários de relógios digitais (mais conhecidos como smartwatches) seja superior a 230 milhões ao redor do mundo. Cerca de 92% do total é composto por indivíduos que utilizam esses dispositivos para o monitoramento da saúde 

Para contribuir com esse cenário tecnológico dentro das indústrias maranhenses, o Serviço Social da Indústria (SESI-MA), em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), desenvolveu uma plataforma inédita capaz de identificar o perfil de saúde do trabalhador e apresentar oportunidades para a coleta de dados de forma mais ágil e efetiva. O foco é melhorar a qualidade de vida desse industriário, identificando possíveis doenças, e com isso contribuir positivamente para o aumento da produtividade e a criação de um ambiente de trabalho mais saudável. 

Na parceria SESI e Universidade, o departamento de Informática da UFMA é o responsável pela criação do software que ajuda no monitoramento da saúde de trabalhadores, levando em consideração a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things). Já com a plataforma, uma equipe multidisciplinar e equipamentos do SESI, é possível gerar relatórios e diagnósticos individuais dos trabalhadores, além de um caminho para que as empresas implantem ações de melhorias, evitando assim, possíveis acidentes de trabalho, afastamentos e absenteísmo.  

A avaliação é feita a partir do histórico clínico, combinado com informações sobre sinais vitais como batimento cardíaco, frequência respiratória e temperatura corporal, constantemente monitorados por sensores vestíveis. A qualquer alteração nos indicadores é acionada e orientada uma consulta para o trabalhador, primeiro com uma enfermeira e posteriormente com um médico, antecipando um eventual problema de saúde ou que se trate de forma antecipada qualquer problema que surgir. 

A assessora técnica do SESI-MA na área de Segurança e Saúde da Indústria, Adriana Sabatini, destaca a importância do monitoramento da saúde de funcionários, tanto para avaliar o bem-estar deles quanto para benefícios da empresa. “É um ganho mútuo, pois muitos trabalhadores não têm ideia dos problemas de saúde que têm e as empresas têm oportunidade de conhecer e ter informações suficientes para melhoria da rotina da empresa e qualidade de vida dos seus trabalhadores, melhorando seus resultados”, garante. 

Inicialmente, estão em atendimento quatro empresas industriais, totalizando 115 trabalhadores que atuam tanto no setor administrativo quanto no operacional. Nos próximos dias, eles receberão os relatórios detalhados de cada trabalhador e poderão agir no ponto focal para resolução de cada problema, como explica o superintendente regional do SESI, Diogo Lima. “O Ergotech é capaz de captar dados durante o trabalho e repouso do trabalhador, de modo que consigamos identificar doenças crônicas e pontuais a todo momento, planejando as ações que as empresas precisam com foco do investimento a partir do diagnóstico, de modo que os recursos sejam otimizados e o grau de cuidado aumente”, esclarece. 

O técnico em refrigeração, Juan Carlos, teve sua saúde monitorada pelo Ergotech, que inclui desde uma simples reunião técnica até avaliação de bioimpedância, aplicação de questionário psicológico e monitoramento com vestíveis durante dois dias consecutivos da realização das atividades do trabalhador. Juan conta como o projeto tem ajudado a conscientizá-lo acerca das preocupações com a saúde, e de que forma ele mudou alguns hábitos para melhorar a qualidade de vida. 

“Foi salutar participar do projeto, porque pude conhecer mais sobre mim e como anda a minha saúde, sobretudo durante minhas atividades laborais. Percebi que preciso melhorar e fui conscientizado com relação ao peso e como isso pode impactar na saúde e desenvolvimento das minhas atividades”, revelou o trabalhador. 

Este ano, o Ergotech esteve em evidência na Expo Indústria Maranhão, feita multissetorial promovida pelo Sistema Indústria, em novembro. No evento, as empresas tiveram oportunidade de aprofundar seu conhecimento sobre a plataforma no estande do SESI.  

O projeto, inclusive, já está disponível para as indústrias maranhenses e possibilita uma série de vantagens para impulsionar o setor empresarial do estado. Para informações mais detalhadas, basta entrar em contato com a unidade do SESI mais próxima.