Setor agropecuário maranhense é destaque em publicação do Imesc

No segundo trimestre de 2020, o Maranhão manteve um bom desempenho nas atividades do setor primário, apresentando variação de 3,7% em relação ao ano anterior. É o que aponta o Índice Trimestral de Atividade Econômica, que traz nesta edição os resultados do setor agropecuário. O índice foi publicado na segunda-feira (5) pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE).

O índice traz uma variação positiva considerando o período de crise provocado pela pandemia do novo coronavírus, que afetou principalmente os setores secundários e terciários. “Entre esses bons resultados, estão também as previsões para as colheitas em 2020. De acordo com a estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), a colheita de grãos em 2020 será 8,7% maior que 2019”, pontua o presidente do Imesc, Dionatan Carvalho.

O objetivo do índice de atividade econômica é exatamente mensurar a dinâmica da economia maranhense no setor primário, que, apesar da crise recente, tem apresentado bom resultado. Ressalta-se que a produção de alimentos e bebidas, mesmo com algumas restrições, não foi prejudicada, tendo em vista a necessidade de abastecimento, já que a alimentação é uma necessidade vital.

É importante destacar que o setor primário é responsável pela geração de alimentos, insumos alimentícios e produtos de origem animal. Além disso, apresenta uma importante função econômica e social, tendo em vista sua participação setorial de 9,5% do total da atividade econômica do estado no ano de 2017 e sua representatividade de 5,6% (345 mil trabalhadores) no total de ocupados no estado em 2019.

Confira o índice, clicando no link: https://imesc.ma.gov.br/portal/Post/view/outras-publicacoes/384

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.