Sessões de júri popular do mês de setembro começam nesta terça (1º)

Começam nesta terça-feira (1º), com o julgamento de Danielson Rodrigues Pereira, Gleydson Serra Teixeira e José Marcos Pinto Torres, as sessões de júri popular do mês de setembro em São Luís. Os julgamentos ocorrem nos salões das varas do Tribunal do Júri, no Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), começando sempre às 8h30. Devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), serão adotados protocolos para prevenção do contágio pelo vírus. Ao todo, serão julgados no mês 68 acusados de crimes dolosos contra a vida.

Além de Danielson Rodrigues Pereira, Gleydson Serra Teixeira e José Marcos Pinto Torres (dia 1º), os jurados do 2º Tribunal julgarão ainda Robson Franklin Silva Vieira Júnior (03), Willkson Richard Correa Alves, Renata Cristina Araújo da Silva e Fernandson Silva Lopes (09), Adelson Gusmão dos Santos, Anderson Silva Gonçalves e Douglas Silva dos Santos (11), Bruno Henrique Pereira, Cleydson Carlos Mendes Cunha e Djalma Pimentel Souza (14), Cícero Daniel dos Santos Muniz e Welton César Santos da Silva (16).

Também sentarão no banco dos réus, no 2º Tribunal do Júri, Antônio Barbosa Lira, Arilson Santos de Andrade, Elinaldo Linhares Damasceno, Francisco de Sousa Lira, Gilvan Araújo Aguiar, Ivaldo dos Santos Silva e Manoel dos Santos Filho (18), Jorge Wanderson Mendes do Nascimento (21), Glaubson Maranhão dos Santos, Lailson Almeida dos Santos, Kelson Lopes Rosa, Wilberson Wallyson Lima da Silva e Devid Wendell Paulino Lima (23), Marcos Eduardo Ataíde Viana (25), Bruno Machado Lobato e Gleydson Felipe Carneiro Silva (28) e Antônio José Ribeiro dos Santos (30). Presidirá as sessões o juiz Gilberto de Moura Lima.

Na 3ª Vara do Tribunal do Júri, que tem como titular o juiz Clésio Coelho Cunha, serão julgados Laercio Sandro Penha (02), Rodrigo Morais dos Santos (04), Jecivaldo Moraes Câmara (09), Willian Rodrigues Santos (11), Francivaldo Moreira Coelho (14), Antônio Alves Viana (16), Paulo Roberto Alves Cunha (18), Joerbeth Reis Santos (21), Welinton Mendonça Silva (23), Geni Ralfe Da Silva Nascimento (25), Arlan Sebastião Morais Pereira (28) e Rahildo Santana Dos Santos (30)


Presidido pelo juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior, o 4º Tribunal do Júri julgará em setembro Werbet de Souza Brito (02), Julielson Serra Castro (04), José Domingos dos Santos Silva (09), Rubens do Nascimento Dias (11), Derison Márcio Nunes Silva (14), Júlio César Santos Lindoso (16), Luís Fernando Cruz Rabelo (18), Wendell Pereira dos Santos (21), José Willame Almeida Silva (23), Ricardo Figueiredo da Silva (25), Nelson de Jesus Melo Silva (28) e Jefferson Jorge Guterres Oliveira (30).

As  sessões do 1º Tribunal do Júri começam no dia 15, com o julgamento do Jhonlyeno Jhony Jansen Rodrigues. No mês de setembro serão julgados também Joelson Gonçalves de Souza (17), Adenilson Cantanhede Ramos, Elisson Antônio da Silva Santos e Miqueias Viegas Silva (22), Anderson da Silva Ferreira, Matheus Dourado Oliveira, Paulo Henrique Silva Santos e Talysson Costa Freitas (24), Antônio Albino Serra Abreu, Claudemir Nascimento Chagas e Valdir da Silva Conceição(29). As sessões serão presididas pela juíza Rosângela Santos Prazeres Macieira.


As Varas do Júri são responsáveis pelo julgamento de crimes dolosos contra a vida, como homicídio e tentativa de homicídio, aborto e auxílio ao suicídio.

Como medida de prevenção do contágio pelo novo coronavírus haverá controle de acesso aos salões do júri. É priorizada a entrada de testemunhas processuais, familiares de vítimas e acusados, jurados, promotores de Justiça, defensores públicos e advogados das partes. Os salões também passam por sanitização sempre no dia anterior às sessões que começam às 8h30; as cadeiras dos jurados ficam afastadas para manter o distanciamento mínimo de 1,5m; são feitas marcações nas poltronas destinadas ao público para garantir o distanciamento entre as pessoas; será disponibilizado álcool em gel 70º para uso de todos os presentes. O uso permanente de máscaras é obrigatório para todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.