SES promove ação alusiva à Campanha Janeiro Branco no CAPS III Dr. Bacelar Viana

Em alusão à Campanha Janeiro Branco, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) promoveu, nesta terça-feira (26), um momento voltado aos profissionais que atuam no Centro de Atenção Psicossocial “Dr. Bacelar Viana” (CAPS III). A mobilização teve como foco aqueles que desenvolvem serviços voltados para a assistência em saúde mental da rede estadual.

A iniciativa beneficiou os médicos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, enfermeiros e monitores do equipamento. Na oportunidade, foram realizadas atividades como avaliação de nível de estresse e ansiedade, aromaterapia, escuta individual com psicóloga, além de Práticas Integrativas como Auriculoterapia, Fitoterapia e Reiki.

“Este ano, o nosso objetivo foi de levar cuidado para os profissionais de linha de frente, ressaltando que quem atua no âmbito da Saúde Mental também trabalha no combate à Covid, uma vez que durante o pico da pandemia eles não deixaram de fazer atendimentos. Dessa forma, visamos conscientizar e sensibilizar todos os envolvidos – tanto das unidades hospitalares, como dos Serviços Especializados – acerca da importância de trabalhar a gestão das emoções”, disse a chefe do Departamento de Saúde Mental da SES, Isabelle Moraes Rêgo.

Ao todo, 23 colaboradores do serviço substitutivo participaram do momento que também serviu de comemoração pelos nove anos do CAPS III. “Pudemos dar uma pausa nas atividades e perceber que nós, profissionais da linha do cuidado, muitas vezes não nos atentamos para como estamos. Por isso, momentos como este são importantes para nos lembrar de como é necessário dedicar tempo para o autocuidado e a diferença que isso faz no dia a dia”, afirmou a coordenadora do CAPS III, Margiane Neves.

O CAPS III fica localizado em São Luís, no bairro do Monte Castelo, atende cerca de 80 pacientes, e tem como principal característica a oferta de tratamento que busca a reabilitação psicossocial aliada a atividades laborativas, lúdicas, artesanais e cognitivas. A equipe multidisciplinar do equipamento é composta por psiquiatra, médico-clínico, enfermeiro, terapeuta ocupacional, assistente social, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, artesã e monitores.