Glalbert Cutrim afirma que Alema está à disposição para colaborar no combate aos atos de vandalismo em Brasília

O 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Glalbert Cutrim (PDT), participou, na manhã desta segunda-feira (9), da coletiva de imprensa, no Palácio dos Leões, para esclarecer as medidas de segurança adotadas pelo Governo do Maranhão com o objetivo de contribuir no combate ao vandalismo em Brasília (DF), causado por extremistas bolsonaristas. A entrevista, convocada pelo governador Carlos Brandão (PSB), contou com a presença de autoridades do Executivo, Legislativo, Judiciário e do Ministério Público do Maranhão.

O parlamentar destacou a importância da harmonia entre os Poderes diante dos atos terroristas e garantiu que a Alema está à disposição para colaborar com os governos Estadual e Federal. “Estamos à disposição para colaborarmos com o que tiver de ser feito. E se alguma medida precisar passar pelo Parlamento, mesmo no período de recesso, convocaremos uma sessão extraordinária para analisar e colaborar no que for possível, no sentido de garantir a tranquilidade da população e das instituições, na capital e no interior do estado”, disse Glalbert.

O deputado estadual eleito, Ricardo Arruda (MDB), também acompanhou a coletiva e destacou o apoio do Legislativo no combate ao movimento extremista. “O Parlamento precisa estar vigilante diante desta agressão ao regime democrático, cobrando das autoridades a apuração dos fatos e a punição exemplar daqueles que participaram, financiaram ou que, de alguma forma, contribuíram para esses atos antidemocráticos”, avaliou.

Medidas de Segurança

Carlos Brandão citou as medidas de segurança tomadas pelos órgãos estaduais, após reunião emergencial realizada com outros governadores de estado.

“Já determinamos que a Secretaria Estadual de Segurança Pública envie reforço policial para dar total suporte em Brasília. Mais de 70 militares maranhenses da Força Nacional viajam à capital federal para atuarem no trabalho de policiamento. Além disso, estamos contando com o trabalho de monitoramento e o serviço de inteligência no Maranhão, reforçando a segurança nas instituições públicas e junto aos pequenos grupos de manifestantes que ameaçam nosso estado”, explicou o governador.

Brandão garantiu também que, ainda nesta segunda-feira, participará de outra reunião com o presidente Lula para tratar de novas medidas emergenciais.

Reforço 

Também presente à coletiva de imprensa, o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Paulo Velten, afirmou que qualquer apologia a atos de vandalismo, seja por cidadãos comuns ou por autoridades, deve ser repudiada, conforme a lei. “É crime incentivar e praticar vandalismo. São atos antidemocráticos e qualquer pessoa ou autoridade pública que incentive deve ser punido também. Nosso compromisso é de total repúdio a esses atos”, ressaltou.

O procurador-geral de Justiça do Estado, Eduardo Nicolau, garantiu que o Ministério Público do Maranhão também está acompanhando a situação. “Tomaremos as medidas necessárias para manter a ordem e o regime democrático de direito”, afirmou.