Servidores do Iprev são classificados na primeira etapa do prêmio Servidor Pesquisador

O Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (Iprev) conta com três classificados na primeira etapa do Prêmio Servidor Pesquisador. Os artigos científicos escritos pelos servidores Ana Carolina de Lima Dias, Leonardo Batista Assunção e Amarilis Cardoso Santos foram selecionados na fase que visa avaliar o enquadramento do material apresentado às regras previstas no edital. O resultado final será divulgado no dia 18 de junho. 

Fruto de uma articulação entre a Escola de Governo do Maranhão (EGMA), a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão (Fapema), a premiação foi instituída por meio de decreto governamental e visa tanto fomentar a qualificação profissional dos servidores quanto difundir experiências inovadoras e de relevância no âmbito da administração pública.

Conhecimento

Para o analista previdenciário Leonardo Batista Assunção, a possibilidade de compartilhar conhecimento com outras esferas de governo é um dos motivos para se inscrever na premiação.

“É uma pesquisa que pode ajudar os formuladores de políticas públicas a melhorar o planejamento das receitas e despesas, bem como possibilitar que a sociedade aumente o nível de monitoramento dos recursos públicos, relacionando-os aos indicadores de desenvolvimento social”, descreveu Leonardo.

Ele concorre à premiação na categoria Pesquisador Iniciante, com o artigo “Impactos dos atributos do gestor e de fatores financeiros nas alterações orçamentárias”, resultado de uma pesquisa desenvolvida para o mestrado em Contabilidade e Administração.

A relações públicas Amarilis Cardoso Santos, por sua vez, destacou o caráter de valorização do servidor que o prêmio possui e a oportunidade de aplicar, nas rotinas de trabalho, os temas pesquisados. Ela, que é mestranda em Comunicação, submeteu à premiação, na categoria Pesquisador Sênior, o artigo “Comunicação interna no Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (Iprev): uma proposta de alteridade para os Servidores Públicos”, escrito especialmente para a ocasião.

“É embasado no que venho pesquisando no mestrado, que é trabalhar o tema da comunicação a partir da empatia e do olhar mais humanizado da comunicação dentro dos processos organizacionais”, explicou Amarilis Cardoso Santos. 

Quem também escreveu um artigo especialmente para concorrer ao prêmio foi a chefe da divisão de Recursos Humanos no Iprev, Ana Carolina de Lima Dias. No artigo “Sistema de Recadastramento On Line”, ela narra a experiência do Iprev com a instalação de uma plataforma online para a atualização anual dos dados dos servidores. 

“Com a pandemia do coronavírus, os setores de gestão de pessoas precisaram se reinventar, adotando medidas norteadas pela sensibilidade e empatia. A ação dos nossos servidores a esse sistema foi extremamente positiva, de modo que é uma experiência que pode ser compartilhada e expandida para outros órgãos estaduais. Foi aí que decidi escrever o artigo”, contou Carolina Dias.

Saiba mais

O Prêmio analisa pesquisas enquadradas em três eixos distintos: desenvolvimento econômico e cidadania; modernização e inovação da gestão pública; e o de monitoramento e avaliação de políticas públicas. Os servidores concorrem à premiação nas categorias Pesquisador Iniciante e Pesquisador Sênior.

Os três melhores artigos de cada categoria, dentre todos os temas identificados no edital, receberão troféu e certificado de destaque emitido pela EGMA. O primeiro colocado na categoria Pesquisador Iniciante receberá uma premiação no valor de R$ 2.500,00. Já o primeiro colocado na categoria Pesquisador Sênior receberá uma premiação no valor de R$ 3.500,00.