Seejuv promove roda de conversa sobre Ocupação do Espaço Virtual com Segurança – Pelas meninas

O Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Juventude (Seejuv), realizou terça-feira (20), a roda de conversa “Ocupação do Espaço Virtual com Segurança – Pelas meninas”.

No dia 11 de outubro comemora-se o dia Internacional da menina, com o objetivo de conscientizar a população mundial sobre o empoderamento das meninas de todo o mundo, essa ação estimula o desenvolvimento de projetos e políticas públicas para impulsionar o potencial das meninas e assegurar o pleno exercício de seus direitos.

O assédio com as meninas e mulheres tem sido recorrente nas redes sociais, interferindo na sua autoestima, segurança com o seu próprio corpo, equilíbrio mental e emocional entre outros. O bate papo reúne meninas e mulheres discutindo os assédios e abusos nas redes sociais, trazendo os impactos negativos para a vivência do dia a dia. 

A educadora social da Plan Internacional, Maiara Bulhão, ressaltou as atividades trabalhadas durante mês de outubro relacionado às meninas. Em sua fala ela traz o contexto no qual passamos durante a pandemia do novo coronavírus e isolamento social.

“Durante a pandemia e isolamento social, a internet ganhou um peso muito grande, onde muitos recorreram às redes sociais e, por esse motivo, a campanha desse ano vem trazendo a questão do abuso e assédio praticado nas redes contra as meninas e mulheres” declara.

A psicóloga e representante da Juventude da União Brasileira de Mulheres (UBM), Yngrid Moreira, fala das ações desenvolvidas para este mês com relação às meninas do Maranhão. “Antes da pandemia, as atividades aconteciam de forma presencial e uma coisa muito ativa na UBM Maranhão é a comunicação pelas redes sociais, onde damos muito destaque em tudo que se refere às meninas na área do esporte, educação, trabalho, saúde e violência, sempre trazendo muitas referências e formações em tudo que se faz referência há elas” disse.

A diretora da Casa da Mulher Brasileira, Susan Lucena, destaca a importância de temáticas que refletem na historia de muitas crianças, adolescentes e mulheres.

“Toda a nossa vida a gente passa por situações de assédios e abusos. Quando se trata de criança e adolescente de duas formas; quando de forma presencial efetuado na maioria das vezes por sua própria família e quando se trata de redes sociais, temos que ter a consciência que a rede social está cheia de pedófilo e que a precisamos desenvolver mecanismos mais eficazes e seguros para garantir a segurança de todas nós dentro das redes” declara.

A secretária de Estado da Juventude, Tatiana Pereira, enfatiza a riqueza que o conteúdo traz para as meninas e mulheres. “É importante potencializar agendas como essa, abordando temas que venham ser debatidos, visto o quanto é crescente o assédio nas redes, temos que proteger nossas meninas para que não sejam afetadas, sofrendo consequências de baixa autoestima, inseguranças com o seu próprio corpo ou mexendo até com o emocional”, afirma.Seejuv promove roda de conversa sobre Ocupação do Espaço Virtual com Segurança – Pelas meninas