.

São Luís é oficializada no programa Cidade Empreendedora, com execução pelo Sebrae

O prefeito Eduardo Braide oficializou, nesta sexta-feira (2), no auditório da Prefeitura de São Luís, a participação do Município no Programa Cidade Empreendedora. Desenvolvido em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae-MA), sob a coordenação da Agência Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social (AMDES), o programa visa a implantação de políticas públicas para retomar o desenvolvimento econômico, que foi prejudicado pela pandemia da Covid-19, incentivar a cultura empreendedora na cidade e diminuir a burocracia para os pequenos empreendedores locais. 

“Estamos fechando hoje uma parceria entre a Prefeitura de São Luís, o Sebrae e o cidadão, em que todos saem ganhando. Os pequenos empreendedores, que são a maioria, precisam de melhores condições para continuarem gerando emprego e renda na nossa cidade. Por meio deste programa vamos implantar políticas públicas de valorização da classe empresarial e dos pequenos negócios, promover a educação empreendedora na nossa rede de ensino e garantir o desenvolvimento econômico territorial. Nós já somos a capital brasileira da vacina. Agora seremos também uma cidade de oportunidades. É assim que vamos conseguir retomar o crescimento da nossa economia”, assegurou o prefeito Eduardo Braide. 

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Raimundo Coelho, destacou que o programa Cidade Empreendedora é uma estratégia fundamental para os municípios ofertarem facilidades para quem quer ou já está empreendendo. “Sabemos que a burocracia é um dos principais impasses para quem busca se formalizar ou investir em um novo negócio. Além disso, é preciso oferecer capacitação para que os pequenos negócios possam ampliar sua base de comercialização, inclusive junto ao poder público, mantendo o dinheiro circulando dentro da cidade, aumentando a arrecadação, gerando emprego, renda e garantindo ao município receita para investir em infraestrutura, saúde, educação e outras políticas públicas de base e estruturantes”, afirmou.

Durante a solenidade, foi feita a assinatura do contrato de prestação de serviços entre o Sebrae e a Prefeitura de São Luís, além da primeira entrega de documentos referentes ao desenvolvimento do programa. O prefeito Eduardo Braide recebeu das mãos de Raimundo Coelho, o diagnóstico inicial de São Luís com os dados estatísticos oficiais disponíveis, bem como um primeiro mapeamento de necessidades e oportunidades que serão debatidas, desenvolvidas e aperfeiçoadas à medida que o programa for sendo implantado na cidade.

Presente no evento, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT) falou da importância deste programa para São Luís. “A crise sanitária trouxe também uma crise econômica e muitos negócios acabaram fechando ou estão funcionando de forma precária. Potencializar e valorizar os pequenos empreendedores e os pequenos negócios é fundamental para reverter este quadro, gerar emprego, renda e trazer melhorias para a vida da nossa população. E a Câmara estenderá as mãos a todas as ações em benefício da população a serem implementadas pela gestão do prefeito Braide e que precise do nosso apoio para a execução”, disse.

Cidade empreendedora

O Cidade Empreendedora tem como objetivo a transformação local pela implantação de políticas de desenvolvimento em eixos estratégicos para o aprimoramento do ambiente de negócios. “É uma ação transversal, que coloca à disposição da gestão municipal todo o nosso portfólio de soluções e expertise para construir, junto com a equipe do Prefeito Eduardo Braide, um plano de ações que efetivamente criem um ambiente favorável a quem já empreende, e quem pretende ter o seu próprio negócio e gerar renda e empregos para a cidade”, pontuou o diretor superintendente do Sebrae, Albertino Leal.

Por meio da Sala do Empreendedor, será feita a capacitação complementar dos agentes de desenvolvimento e o atendimento e oferecimento consultorias e capacitações para as empresas; no eixo Digital será possível garantir a transformação digital do setor público, facilitando o acesso aos serviços; no eixo Gestão Municipal serão ofertados cursos para a elaboração de projetos e captação de recursos; no eixo Turismo será elaborado um plano de promoção da cidade como destino turístico, um plano de ação e inventário turístico; e no eixo Agro será elaborado um plano de desenvolvimento para o setor, entre outras frentes de atuação.

O programa também trabalha a educação empreendedora com o objetivo de ampliar, promover e disseminar a educação empreendedora nas instituições de ensino por meio da oferta de conteúdos de empreendedorismo nos currículos, com o propósito de consolidar a cultura empreendedora na educação em todos os níveis de ensino com professores e alunos.

Todo este trabalho será coordenado pela AMDES. “Desde o início de sua gestão, o prefeito Eduardo Braide busca diálogo com a classe empresarial e tem tomado medidas para desburocratizar o desenvolvimento das atividades econômicas, facilitar a formalização dos pequenos empreendedores e valorizar a importância da força empresarial. O lançamento deste programa é mais uma ação neste sentido. Por meio dele vamos ampliar e melhorar o ambiente de negócios na nossa cidade, gerando novas oportunidades e integrando o poder público, cidadão e classes produtoras”, disse o presidente do órgão, Felipe Mussalém.

Também estiveram presentes na solenidade de lançamento do Programa Cidade Empreendedora, os secretários municipais de Governo, Enéas Fernandes; Meio Ambiente, Karla Lima; Informação e Tecnologia, Diego Rodrigues; Turismo, Saulo Santos; Agricultura, Pesca e Abastecimento. Liviomar Macatrão; Planejamento, Simão Cirineu; Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais, Verônica P. Pires; Urbanismo e Habitação, Bruno Costa; o presidente da Central Permanente de Licitação, Washington Viégas; os secretários adjuntos de Comunicação, Igor Almeida, de Governo, Emílio Murad, e da Blitz Urbana, Asbhel Muniz; o diretor técnico do Sebrae, Mauro Borralho; Edilson Baldez das Neves, presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA); Maria do Socorro Teixeira Noronha, representante da Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís; Manoel Barbosa, presidente da Associação Maranhense de Supermercados (Amasp); Cristiano Barroso Fernandes, presidente da Associação Comercial do Maranhão (ACM); além de outros representantes de entidades empresariais e técnicos do Sebrae.