.

Roseana Sarney anuncia que será candidata a Deputada Federal

A ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney anunciou nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 11 de fevereiro, que será candidata ao cargo de deputada federal nas eleições de 2022.

Roseana tem 68 anos de idade e já exerceu o cargo de governadora do Maranhão por quatro mandatos. Foi a primeira mulher no Brasil eleita governadora de um estado através do voto popular e é a única mulher no Brasil até hoje detentora dessa quantidade de mandatos.

Em 1990 ele foi eleita deputada federal, a mais votada naquela eleição. Em agosto de 1992 Roseana Sarney foi a principal parlamentar dentro do Congresso Nacional que articulou o afastamento do Presiente Collor que resultou em seu impeachment.

Ela foi eleita governadora do Maranhão em 1994, assumiu em 1995, foi reeleita em 1998 e governou até o final de março de 2022 quando renunciou o governo para ser candidata ao cargo de Presidente da República pelo PFL. Roseana chegou a ocupar a segunda posição nas pesquisas eleitorais com 27% e Lula em primeiro com 29%.

Convidada pelo então presidente da República Fernando Henrique para ser a vice na chapa com José Serra, Roseana rejeitou o convite e disse que jamais poderia ser vice de alguém que possuía apenas 7% nas pesquisas, sendo que ela era detentora de 27%. Após contrariar o desejo de Fernando Henrique, Roseana foi vítima de uma operação policial em que a acusava de possuir em espécie mais de R$ 1 milhão no escritório do marido na capital São Luís. Dias depois ela foi inocentada na Justiça Federal, porém, a operação lhe derrubou nas pesquisas para presidência da República.

Roseana se candidatou ao senado naquele ano e foi eleita com 1,5 milhão de votos sem sair de casa. Revoltada com a covardia praticada pelo presidente FHC, Roseana declarou apoio ao candidato Lula para se vingar contra o PSDB.

Lula foi eleito presidente no segundo turno, Roseana conseguiu reeleger Zé Reinaldo ao governo do Maranhão e Lula indicou Roseana líder de seu governo no Congresso Nacional.

Em 2006 ela voltou a se candidatar ao governo do Maranhão e foi derrotada no segundo turno pelo candidato Jackson Lago com uma pequena diferença de 97 mil votos.

Acusado de cometer abuso nas eleições de 2006, Jackson Lago foi cassado em abril de 2009 pelo Tribunal Superior Eleitoral e Roseana Sarney assumiu o comando do governo.

Foi reeleita em primeiro turno nas eleições de 2010 contra Flávio Dino com uma diferença de quase 800 mil votos.

Ela governou o estado até o dia 14 de dezembro de 2014. Roseana renunciou e passou o governo para Arnaldo Melo. Em 2018 foi candidata ao governo do Maranhão e perdeu em primeiro turno para Flávio Dino.

Roseana Sarney desde 2020 vem liderando em todas as pesquisas para o governo do Maranhão. Em todos os cenários ela aparece com mais de 33%.