Raimundo Penha comemora aprovação de lei que obriga escolas a oferecerem ensino de educação física por profissionais habilitados

Na sessão ordinária desta terça-feira (03), o vereador Raimundo Penha (PDT) usou o pequeno expediente para tratar da educação. No início do pronunciamento, o parlamentar relembrou a audiência pública que será realizada nesta quinta-feira (5) para debater sobre o retorno das aulas. O pedetista destacou que já se reuniu com a gestão municipal para discutir sobre a temática, que, segundo ele, precisa ser alinhada.

“A pandemia não se dá apenas em números, mas também nos efeitos que causa nas pessoas. Precisamos saber como estão as famílias das crianças que voltarão às aulas. O retorno às aulas não é apenas uma questão de educação, mas também de garantia de direitos, sendo ainda um auxiliar importante para a retomada da economia”, afirmou.

O vereador relembrou que muitos pais não têm como trabalhar porque não têm com quem deixar seus filhos, destacando que este deve ser um ponto de partida para a discussão do tema.

Em seguida, Penha comemorou o retorno às sessões na Câmara de São Luís, como uma vitória em prol da cidade.

Ao fim do discurso, Raimundo Penha agradeceu aos colegas, enfatizando que, no primeiro semestre, o plenário da Casa aprovou seis projetos de lei de sua autoria. Um dos projetos destacados pelo parlamentar foi o que obriga as escolas públicas e particulares da cidade a só fazerem uso de mão de obra qualificada para a execução das atividades de educação física.

“Parece estranho, mas tínhamos diversos casos na rede pública em que o gestor escolar ou a secretaria de educação pegava um professor de matemática, por exemplo, e o colocava para lecionar educação física, com o objetivo de completar carga horária. Fizemos uma lei alterando o Plano Municipal de Educação e agora é lei: só poderão exercer essas atividades os profissionais de educação física. Um grande avanço para a educação”, disse.