Projeto Lean apresenta resultados positivos no atendimento da UPA do Parque Vitória

Com o objetivo de reduzir a superlotação nas urgências e emergências, aperfeiçoar a gestão e o uso consciente de investimentos, o Projeto e Liderança “Lean nas UPAs” chega ao seu segundo mês e já apresenta os primeiros resultados. Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Vitória, que faz parte rede estadual de Saúde, a iniciativa já garantiu a melhoria do fluxo de atendimento. Para avaliar os resultados do projeto, uma visita foi realizada na unidade nesta sexta-feira (14). 

Idealizado pelo Ministério da Saúde, o Projeto e Liderança “Lean nas UPAs” é uma iniciativa executada através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROAD-SUS), em conjunto com a Universidade Federal Fluminense (UFF). No Maranhão, quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) foram beneficiadas: Itaqui-Bacanga, Cidade Operária, Vinhais e Parque Vitória. 

De acordo com o secretário adjunto de Assistência em Saúde (SAAS-SES), Carlos Vinícius Ribeiro, com o Lean, a UPA tem conseguido fazer ajustes que impactam positivamente no atendimento. “É um projeto de reestruturação do atendimento, de forma que o processo de acolhimento do paciente seja feita de forma rápida, organizada e qualificada. São ajustes pontuais, como sinalização e reformulação de sistema, mas que ajudam em uma melhor recepção do paciente”, afirmou. 

A UPA Parque Vitória, por exemplo, além da melhoria do fluxo e a humanização dos atendimentos, já obteve resultados como a qualificação das classificações de risco; aplicação do senso de utilização e organização em todos os setores; sinalização das Salas e Corredores, além do maior comprometimento dos líderes e colaboradores. 

“Já conseguimos melhorar em muito nossa organização, com otimização de serviços e recursos. Isso garantiu que pudéssemos também aperfeiçoar a gestão, prestando um atendimento mais claro e resolutivo aos pacientes”, destacou o diretor administrativo da UPA Parque Vitória, Maksuel Amaral. 

“Desde a entrada, passando pela abordagem na recepção, a organização do almoxarifado, o acesso ao raio-x e todo o fluxo montado, percebemos que o projeto valeu e vale a pena. 
Para o paciente, com certeza ele ganhará em rapidez e resolução do seu problema”, destacou a coordenadora de Contratos e dos consultores dentro do Projeto Lean, Silvana Alves Silva, que participou da visita na unidade nesta sexta-feira (14). 

A paciente Tatiene Melo, 29 anos, moradora do Parque Vitória, comprova os resultados positivos do projeto na unidade. “O atendimento é muito bom e rápido. Sempre quando preciso de ajuda, eu venho aqui e em todas as vezes o ambiente está limpo e organizado. Os profissionais são educados e atenciosos”, detalhou. 

O Projeto Lean nas UPAs funciona através de cronograma de 9 etapas, mais acompanhamento por um período de seis meses após a finalização dessas etapas. A UPA Parque Vitória finalizou a sexta, nesta semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.