O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

PRF participa do resgate de trabalhadores em condições análogas à escravidão

APolícia Rodoviária Federal (PRF) participou nesta terça-feira (10) do resgate de três trabalhadores na região de Balsas/MA, que vinham sendo submetidos a tratamento degradante análogo ao trabalho escravo. A operação se deu em apoio ao Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA).

Os trabalhadores vinham trabalhando em uma carvoaria localizada na fazenda Javé Jerê, zona rural de Balsas, em condições precárias de higiene e moradia. O alojamento dos trabalhadores, por exemplo, não tinha portas. A comida era feita em péssimas condições de higiene, sem proteção para o acondicionamento dos alimentos ou local adequado para as refeições.

A água servida aos trabalhadores vinha de uma torneira da qual jorrava água amarelada. Não havia banheiros no local, obrigando os trabalhadores a realizarem suas necessidades na mata, ao ar livre.

A força-tarefa identificou ainda condições de trabalho precárias pela ausência de equipamentos de proteção individual para o trabalho nos fornos de carvão e jornada de trabalho exaustiva.

Após pagamento das verbas rescisórias, os trabalhadores, um de 48, outro de 44 e o terceiro de 24 anos, foram liberados do vínculo degradante. O empregador firmou Termo de Ajuste de Conduta prevendo a adequação das condições de trabalho e indenização por dano moral coletivo.

A PRF acompanhou toda a operação do MPT como força policial, em alinhamento às diretrizes de garantia dos Direitos Humanos dos órgãos de segurança pública e acordo de cooperação técnica entre as instituições.