.

Prefeitura de São Luís e parceiros lançam programa Agenda Cidade Unicef

A Prefeitura de São Luís em parceria com o Fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef) lançou, nesta quarta-feira (30), o programa Agenda Cidade Unicef, que fortalece um conjunto de políticas públicas voltadas para enfrentar e prevenir violências contra crianças e adolescentes. O evento, que contou com as presenças do prefeito Eduardo Braide, da representante do Unicef no Brasil, Paola Babos, e de autoridades do Município, foi realizado na quadra esportiva da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Santa Clara, território priorizado pela iniciativa que inclui toda a macrorregião da Cidade Operária e Cidade Olímpica.

“O Unicef é referência mundial em transformação de vida das pessoas e é isso que estamos fazendo hoje aqui, esse é o tipo de ação que precisa de integração e de parceiros envolvidos diretamente nessas atividades, são várias ações integradas nas áreas da educação, saúde e assistência social para que a gente possa transformar a vida das nossas crianças e adolescentes, e, por isso, cumprimento todos os atores da Prefeitura que estão envolvidos, e também os parceiros da iniciativa privada. E a mim, só cabe dizer, muito obrigado ao Unicef e todos os nossos órgãos municipais e parceiros, e esperamos apresentar não só números, mas histórias de vidas transformadas por essa iniciativa”, destacou o prefeito Eduardo Braide, que estava acompanhado da vice-prefeita, Esmenia Miranda.

Integram a iniciativa as secretarias de Educação (Semed), Saúde (Semus), Criança e Assistência Social (Semcas), Agência Municipal de Desenvolvimento Social e Econômico (Amdes) e ainda de adolescentes e jovens do Coletivo Menina Cidadã, da Organização de Base Comunitária da Cidade Olímpica, da Fundação Justiça e Paz Se Abraçarão (FJPA) e de outros órgãos parceiros. A parceria prevê, até 2024, a realização de um conjunto de ações integradas nas áreas de educação, saúde e bem-estar, proteção contra violência e inclusão socioprodutiva. Para implementar a iniciativa em São Luís, o Unicef também conta com a parceria da Yara, uma empresa de fertilizantes que apoia a causa.

“Eu quero agradecer muito ao prefeito Eduardo pela parceria no lançamento da Agenda Cidade. É um momento de grande orgulho para o Unicef. Queremos transformar vidas e isso é um compromisso e a visão estratégica voltadas para essas crianças, adolescentes e jovens”, agradeceu a representante do Unicef no Brasil, Paola Babos, que ficará em São Luís para uma nova reunião com o prefeito Eduardo Braide, com o objetivo de dar seguimento às estratégias que serão adotadas pelo programa na cidade.

Cooperação

Com a parceria, o Unicef disponibilizará cooperação técnica, compartilhamento de metodologias, monitoramento e intercâmbio com outras iniciativas locais e globais, como parte de sua estratégia de cooperação com governos municipais voltada aos centros urbanos.

Os projetos e programas que já ocorrem em parceria entre Unicef e Prefeitura de São Luís passarão a fazer parte da Agenda Cidade Unicef e serão intensificados na nova iniciativa. São os casos da Busca Ativa Escolar de crianças e adolescentes que estão em processo de exclusão escolar; da implementação das Unidades Amigas da Primeira Infância (UAPI), que vão aprimorar o atendimento às crianças pequenas em creches e unidades de atenção primária à saúde; e da realização de atividades de formação de lideranças e apoio à saúde mental de adolescentes, com a ampliação dos processos de engajamento de adolescentes e jovens desenvolvidos pelo Coletivo Menina Cidadã.

“Assumir esse compromisso com a Agenda Cidade Unicef é fortalecer todas essas ações. Estamos prontos para cumprir essa agenda com muita dedicação, zelo e carinho para, em breve, estarmos comemorando os resultados”, disse a titular da Semed, Caroline Marques.

O secretário de Saúde, Joel Nunes, falou dos desafios que serão enfrentados no programa. “Estar do lado do Unicef é sinônimo de sucesso e nós garantimos que nossa luta será na melhoria dos indicadores. Como desafio, temos a meta de reduzir em até 3%, até o final de 2024, a mortalidade infantil na cidade de São Luís”, destacou.

Felipe Mussalém, presidente da Amdes, falou da importância de incentivar o empreendedorismo jovem. “O objetivo da Amdes é trabalhar nesses jovens o potencial empreendedor, então eu agradeço a oportunidade de poder trazer o empreendedorismo para a escola pública. Já temos 500 oportunidades mapeadas para a U.E.B. Santa Clara, em parceria com o Sebrae e ano que vem temos muitas coisas para realizar aqui e fazer com que esse território possa empreender desde a primeira infância”.

Projeto Menina Cidadã

São muitos os parceiros que realizam um trabalho em conjunto com o Unicef. É o caso do projeto Menina Cidadã, que nasceu de um grupo de WhatsApp em 2020, na pandemia, como uma válvula de escape para o isolamento social e para o desabafo de meninas que precisavam compartilhar relatos de violência de género. O grupo deu tão certo que saiu das redes sociais e hoje tem mais de 15 meninas multiplicadoras que dão palestras em escolas sobre empoderamento feminino e reivindicam direitos básicos junto ao poder público.

Atualmente o projeto é uma parceira direta do Unicef na luta pelos direitos das crianças e dos adolescentes de São Luís, com foco na região da Cidade Operária.

Uma das multiplicadoras do Menina Cidadã, Beatriz Costa Santos, ajuda na mobilização e nas rodas de conversas e contou como o grupo nasceu e trouxe bons resultados. “Esse projeto é uma válvula de escape para essas meninas que desabafam e dialogam com a gente sobre assuntos que se sentem confortáveis. A partir disso, nós fazemos essa mediação com o poder público que é um parceiro direto e é muito gratificante fazer parte disso, os resultados são visíveis. Agora, nós também incluímos os meninos porque entendemos que eles também precisam de conscientização e diálogo sobre diversos assuntos”, disse a multiplicadora.

Angelica Alves, é uma dessas meninas que foram atingidas positivamente com o projeto, desde que ele ainda era apenas um grupo de WhatsApp. “Para mim foi muito importante ter acesso a tantas instruções durante a pandemia já que muitas vezes não sabia, estávamos fechadas na nossa bolha e agora nas rodas de conversas me sinto ouvida e muito segura, tem sido um suporte muito importante”, disse Angélica.

O lançamento do programa, além de ter promovido roda de conversa entre jovens do Coletivo Menina Cidadã com alunos adolescentes da escola U.E.B. Santa Clara sobre participação social, protagonismo, dignidade menstrual e enfrentamento à violência racial e de gênero, também entregou absorventes e folhetos sobre autoconhecimento e autocuidado.

A solenidade também contou com a presença da chefe da assessoria técnica da Semcas, Floripes Pinto; da superintendente da Fundação Justiça e Paz se Abraçarão, Elivânia Estrela; do gerente de operações da Yara Brasil Fertilizantes, Renato Fernandes; da representante do Coletivo Menina Cidadã, Julia Nabate; da coordenadora do Unicef no Maranhão, Ofélia Silva; do vereador Professor Carlinhos (PDT), além de membros do comitê da Agenda Cidade Unicef, e membros do Cras, Creas e gestores escolares das unidades de ensino da Cidade Operária.