O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Prefeitura de São Luís descentraliza testagem em massa da Covid-19 e abrange diferentes regiões da capital

A Prefeitura de São Luís está realizando a testagem em massa da população contra a Covid-19 em diversos pontos da capital como forma de descentralizar o serviço e possibilitar que mais pessoas possam ser testadas. Nesta sexta-feira (28), a ação foi iniciada no Terminal do Distrito Industrial (BR-135) e continuou a ser realizada nos Centros Municipais de Atendimento às Síndromes Gripais Leves Clodomir Pinheiro Costa (Anjo da Guarda e centros de saúde José Carlos Macieira (Avenida dos Africanos) e Genésio Ramos Filho (Cohab/Anil), além do Terminal da Praia Grande, onde o serviço ocorre desde quarta-feira (26). Neste sábado (29) e domingo (30) os serviços serão suspensos, sendo retomados na segunda-feira (31) nos mesmos locais, sempre pela manhã e tarde. 

A medida reforça as ações do prefeito Eduardo Braide que tem trabalhado para incrementar as medidas de combate ao coronavírus. Integram a estratégia a diminuição progressiva das faixas etárias aptas a receberem a vacina, a solicitação de doses extras de imunizantes para a capital, além da implantação de cinco pontos descentralizados de imunização em diferentes regiões da capital. O serviço não funcionará durante o fim de semana, sendo retomado na segunda-feira (31), nos mesmos locais e horários. 

Nos terminais, são distribuídas senhas para o acesso ao serviço, sendo 200 pela manhã e outras 200 no período da tarde. Os testes estão sendo realizados de forma espontânea na população acima de 18 anos e o objetivo é identificar as pessoas que, porventura, estejam com a doença e de forma assintomática. Antes do teste, a pessoa é submetida a uma espécie de triagem, onde relata possíveis sintomas. Outras unidades como o Centro de Saúde Amar (Vicente Fialho), Centro de Saúde Olímpica I (Cidade Olímpica) e os centros de Saúde Fabiciana Moraes (São Cristóvão) e Laura Vasconcelos (BR-135, Estiva) também ofertam testes contra a Covid-19.

Teste

Dos 600 mil testes ofertados pelo Ministério da Saúde, mais de 180 mil foram disponibilizados para o Município de São Luís. A meta, de acordo com Semus, é testar até seis mil pessoas diariamente. A testagem começou na tarde de quarta-feira (26), após orientação técnica e capacitação dos servidores. Os testes estão sendo realizados de forma espontânea na população acima de 18 anos e o objetivo é identificar as pessoas que, porventura, estejam com a doença e de forma assintomática. 

O teste de antígeno é realizado a partir de objeto coletor inserido em uma das narinas do indivíduo. Após recolhimento do material específico, é colocado no acessório algumas gotas de reagente próprio e o resultado sai em 15 minutos. Nos casos positivos de exame, a pessoa é encaminhada para o Laboratório Central de São Luís (Lacem), na Camboa. 

No local, é realizado o teste RT-PCR, neste caso, considerado padrão para os casos de Covid-19. Posteriormente, são orientados para a obediência de quarentena e outras medidas de isolamento. Nestes casos, o Município monitora o paciente, acompanhando os sintomas. 

O exame via antígeno é considerado eficaz, pois através de amostras coletadas por meio do swab (objeto estéril no nariz), é possível identificar o vírus na fase inicial da doença. O Ministério da Saúde recomenda que o teste seja coletado entre o terceiro e o sétimo dia de sintomas. 

Descentralização

Para o secretário de Saúde de São Luís, Joel Nunes, a inclusão de outros locais para a testagem é de suma importância para o mapeamento e controle epidemiológico da Covid. “Quanto mais testes, mais rapidamente a pessoa poderá ser diagnosticada, contribuindo para o controle da Covid”, disse. 

Uma das pessoas que realizou a coleta para diagnóstico da doença foi o auxiliar de serviços gerais, Adelmo Alencar. Morador da Divinéia, ele estava no Centro para ir ao trabalho e aproveitou para fazer o exame no Terminal da Praia Grande. “Graças a Deus deu negativo e a gente fica mais tranquilo. É sempre importante contar com este tipo de serviço para poder estar em segurança, especialmente com a família”, disse. 

A dona de casa Maria dos Remédios, 60 anos, aproveitou a passagem pelo terminal do Distrito Industrial para realizar o teste. “É muito boa essa iniciativa da Prefeitura, pois nem todo mundo pode pagar por um teste e fazer aqui no terminal facilita muito para nós. Estava indo fazer outra coisa e acabei aproveitando a oportunidade”. 

O jovem Diego Rodrigues, de 21 anos, fez o teste no Centro de Saúde Genésio Ramos Filho, na Cohab. Para ele, o atendimento foi satisfatório. “Consegui, após aguardar, fazer o teste. Graças a Deus deu negativo e estou tranquilo a partir de agora”, disse lembrando ainda continuará a cumprir com as medidas de proteção social, como o uso de álcool em gel e máscaras.