Prefeito Assis Ramos é entrevistado pelo IBGE para o censo de 2022

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (DEM), foi entrevistado na tarde desta sexta-feira (05), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para o censo demográfico de 2022, realizado na cidade e em todo território nacional desde o dia 01 de agosto. A iniciativa visa mobilizar a população para que também recebam os recenseadores em suas residências.

O último censo foi realizado em 2010. É a partir dele que é possível saber sobre quem somos e quantos somos. Além de nortear as políticas públicas a serem desenvolvidas no município e os recursos a serem enviados para a cidade, como é o caso do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e uma série de políticas públicas.

Os recenseadores irão de casa em casa durante os meses de agosto, setembro e outubro. Aproximadamente 200 entrevistadores devem realizar este trabalho na cidade, todos identificados. Caso alguém tenha dúvida se a pessoa na porta é realmente recenseadora, há formas de confirmar a veracidade do trabalhador, como a leitura do QR Code que está presente no crachá. Além do uniforme que devem usar, como boné e colete com nomes do IBGE.

Depois de ter respondido todas as perguntas, o prefeito também faz um convite para a população. “Você também pode contribuir. Receba a equipe do IBGE e vamos juntos atualizar os dados do Instituto e daqui a pouco saber a quantidade exata de habitantes da nossa querida Imperatriz, além de outras informações importantes que podem ser conhecidas a partir do censo”, diz Assis.

No último censo realizado em 2010 Imperatriz tinha mais de 240 mil habitantes. Apenas com as informações de 2022, pode-se verificar a quantidade de pessoas que vivem aqui, doze anos após ser realizada a última pesquisa.

Censo 2022

De acordo com coordenadora da sub área da Vila Lobão, Raimunda Paula, os questionários aplicados são de dois tipos. Em algumas situações serão aplicados o simples, e em outras, o estendido. A seleção para o questionário maior é aleatória e feita automaticamente no Dispositivo Móvel de Coleta (DMC).

Raimunda também reforça que todas as informações são confidenciais. Em todo o Brasil deve ser visitado 89 milhões de endereços e 75 milhões de domicílios.