“O Maranhão é protagonista nas articulações de apoio à missão humanitária no Canadá”, diz comandante do Corpo de Bombeiros, Célio Roberto

O Brasil se une em missão humanitária para combater os incêndios florestais no Canadá. Diversas regiões do país sofrem com o avanço do fogo, que persiste desde o mês de junho. Voluntários de órgãos da Segurança e instituições ambientais, foram destacados, de todos os estados brasileiros, para somar na força tarefa.

Em uma ação exemplar de cooperação internacional e de solidariedade, o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), coronel Célio Roberto de Araújo, que também é vice-presidente do Conselho Nacional dos Comandantes Gerais dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG), ajudou a traçar estratégias que visam mobilizar militares, do Maranhão e de outros estados brasileiros para as missões humanitárias e de Defesa Civil, no Brasil e no exterior.  

“Essa força tarefa, que reúne bombeiros, policiais militares e membros de instituições ambientais de todo o Brasil, é resultado de esforços conjuntos e de articulações em apoio ao Canadá, que passa por um grave momento de prejuízo, por conta destes incêndios florestais. O objetivo é prestar auxílio nas regiões afetadas, combatendo as ocorrências e garantindo suporte às comunidades. Na condição de vice-presidente do CNCG, participamos da articulação, nacionalmente, defendendo a efetiva participação dos bombeiros brasileiros nessa importante missão humanitária”, pontuou o coronel Célio Roberto.

Para a missão foi destacado grupamento de bombeiros capacitados e experientes no combate a incêndios. Operações de resgate, atendimento médico de emergência, manejo de incêndios florestais e salvamento em áreas de difícil acesso são algumas das capacidades da tropa selecionada para o trabalho. 

“Ficamos felizes e gratos a Deus de ser os Bombeiros Militares do Brasil uma das instituições consideradas mais confiáveis pelos brasileiros com 87%, que nos coloca em 1º lugar segundo IPEC, o que se confirma a cada nova missão que executamos e a cada vida que salvamos. E, na vice-presidência dessa instituição nacional, temos participado, significativamente, em projetos e iniciativas que envolvam as corporações de Bombeiro Militar do Brasil. Uma representatividade que projeta nossa corporação e o nosso estado Brasil afora”, reforça o coronel Célio Roberto.

Participam também, bombeiros do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, e Distrito Federal; e em cooperação, os ministérios da Defesa, dos Transportes e da Fazenda, o Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (LIGABOM) e outras repartições federais e estaduais.