.

Marquinhos externa indignação com situação do transporte público

O vereador Marquinhos (DEM) voltou à tribuna, durante sessão plenária desta quarta-feira, 16, para externar indignação com a situação do transporte público na capital. O parlamentar pontuou diversos aspectos, incluído a deflagração de nova greve nesta quarta-feira (16).

“A cidade está parada, pois o transporte público não chegou a um acordo. Os empresários estão pressionando para que a tarifa seja reajustada, os rodoviários junto com o sindicato, de maneira legal e justa, requerem o aumento do salário, uma vez que, a inflação tomou o poder de compra”, afirmou.

Ele ressaltou os prejuízos financeiros trazidos pela paralisação, uma vez que, ela prejudica o comércio local, afetando a arrecadação dos impostos pela prefeitura. Mencionou também preocupação com as pessoas que dependem exclusivamente desse tipo de transporte, que já arcam no seu cotidiano com a má prestação do serviço.

Entre as principais falhas apontadas por ele estão: o sucateamento da frota, a demora e a falta de segurança, sobretudo, no período noturno. Por fim, Marquinhos lamentou a morte do segundo sargento Antônio Marques, durante uma tentativa de assalto na linha Cidade Olímpica, na noite da última terça-feira, 15.

“Por todas as razões acima convocamos o secretário da pasta para nos prestar esclarecimentos como: Qual é a planilha de custo mensal desse serviço? A prefeitura pretende conceder o reajuste? De onde vem o subsídio que a prefeitura tem pago ao sistema público de transportes?”, questionou.