Maranhão foi o estado nordestino com maior geração de postos de trabalho em 2020, destaca nota do IMESC

Em 2020, foram registradas, no Maranhão, 19.753 admissões líquidas, o resultado mais significativo desde 2011 e configurando o quarto ano seguido de resultado positivo. Com esse destaque, foi lançada nesta terça-feira (2) a sinopse da Nota de Mercado de Trabalho, referente a dezembro de 2020, pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE).

“Trata-se do sétimo maior saldo de contratações formais no país e o maior resultado do Nordeste no ano. A evolução representou um salto de 9 mil vínculos formais em relação aos empregos gerados em 2019, configurando o 2º maior avanço dentre todos os estados do Brasil”, pontua o presidente do IMESC, Dionatan Carvalho.

Dessa forma, o estoque de empregos passou de 480.392 vínculos em 1º de janeiro de 2020, para 500.145 vínculos em dezembro de 2020. Ao investigar as admissões líquidas por grupamento, verifica-se que ocorreram mais intensivamente nos grupamentos de “Serviços” (+6,6 mil vínculos), “Comércio” (+6 mil vínculos) e “Construção” (+4 mil vínculos).

Em relação aos empregos gerados no território maranhense, 118 municípios apresentaram saldos positivos de empregos em 2020. Os maiores resultados foram apresentados pelas seguintes cidades: São Luís (+10,4 mil vínculos); Imperatriz (+1,4 mil vínculos); Santo Antônio dos Lopes (+1,1 mil vínculos); Coelho Neto (+855 vínculos); e Codó (+708 vínculos).

Confira a sinopse na íntegra clicando no link: http://imesc.ma.gov.br/portal/Post/view/mercado-de-trabalho/415