.

Jogos eletrônicos: do recreativo ao competitivo

Os games eletrônicos tornaram-se a principal fonte de entretenimento online para milhões de brasileiros e, ao se tratar de um segmento tão vasto, existem diferentes formas de jogar, que abrangem desde os usuários casuais até os profissionais.

O mercado gamer é o que os especialistas chamam de “oceano azul”, um segmento que ainda pode gerar grandes benefícios aos investidores. O imenso potencial está baseado em números, como indica a última Pesquisa Game Brasil, que revelou que 3 em cada 4 brasileiros praticam algum tipo de jogo eletrônico, ou seja, 74,5% da população brasileira está inserida no mundo dos videogames. Além disso, o perfil dos jogadores é muito variado e está dividido entre mulheres (51%) e homens (49%) de forma quase que igualitária.

Em termos globais, o mercado supera as indústrias da música e do cinema juntas. Um estudo da TechNET Immersive mostrou que o setor dos jogos eletrônicos vale 163,1 bilhões de dólares e, em todo o mundo, estima-se que existam 2,5 bilhões de jogadores.

É nesse ambiente globalizado e rico em investimentos que amadores e profissionais dedicam horas e horas diante das telas. O entretenimento vira coisa séria quando o jogo deixa de ser apenas um passatempo e se torna um trabalho. Esse é o caminho que diversos títulos como Counter Strike, League of Legends e Rainbow Six Siege trilharam para converter-se em eSports.

O Brasil é reconhecido mundialmente por contar com algumas das mais tradicionais organizações de eSports do mundo. É o caso da INTZ, fundada em 2014, em São Paulo, que disputa campeonatos nas modalidades League of Legends, CS:GO, CrossFire FIFA; a MIBR, uma das mais antigas, que iniciou suas operações em 2003 e atualmente conta com times de CS:GO e Rainbow Six; e por último, mas não menos importante, a Black Dragons, time mais tradicional do cenário, fundado em 1996, quando o mercado ainda engatinhava no Brasil. Hoje em dia, a BD disputa os campeonatos de Rainbow Six Siege, Counter Strike: Global Offensive, Overwatch, Point Blank, CrossFire, Paladins e Smite.

As organizações contam com diversos pro-players, afinal, para jogar bem um jogo são necessárias horas e mais horas de treino, e cada modalidade exige o máximo dos jogadores. Os salários desses atletas do mundo virtual podem variar segundo o título que praticam e os campeonatos que disputam. Como exemplo, estima-se que os ganhos possam variar entre R$ 3 mil e R$ 20 mil.

A variação se justifica pela diferença na premiação dos jogos, por exemplo, em 2021, Dota 2 distribuiu 47 milhões de dólares em prêmios nas 62 competições profissionais disputadas. Por outro lado, Counter Strike: Global Offensive foi o segundo que mais pagou aos campeões, com 14,6 milhões de dólares nos 366 torneios do ano passado.

Para além das competições em equipe, também estão outras modalidades de jogos online com bonificações em dinheiro.

Oriundo dos cassinos, o poker também é um jogo que pode ser praticado nas mais diversas modalidades, seja de forma recreativa ou profissional. A começar pela variante, existem mais de 15 formas de jogar o tradicional jogo de cartas, a mais conhecida e também praticada é a Texas Hold’em. Nas plataformas especializadas, os jogadores podem escolher qual categoria de jogo será disputada e é nesse momento que se decide por partidas com dinheiro real e a modalidade disputada. Além disso, é possível escolher por partidas simples ou torneios completos.

Em geral, os jogos de cassino como blackjack e a roleta, oferecidos por sites especializados, também contam com partidas em que os jogadores podem apostar dinheiro real em cada rodada.

Em constante crescimento, o mercado gamer amplia a oferta de jogos e, dessa forma, consegue oferecer diversão para jogadores amadores e uma profissão para aqueles que desejam se tornar profissionais. É verdade que a maioria dos entusiastas está apenas em busca de entretenimento sem preocupações, afinal, os jogos digitais nasceram com esse objetivo. No entanto, é preciso entender que a profissionalização também é uma realidade e que esse segmento do mercado está a todo vapor, formando cada vez mais atletas no Brasil e no mundo.