Instituto TIM celebra sétimo aniversário com nova turma de programa de empreendedorismo universitário

Em celebração pelos sete anos de atividades, o Instituto TIM dá início aos workshops da 6ª edição do Academic Working Capital, programa que apoia graduandos que querem transformar seus Trabalhos de Conclusão de Curso em empresas de base tecnológica. Foram selecionados mais de 60 alunos de 13 universidades, representando seis estados do Brasil, e 19 ideias que podem virar startups inovadoras. Ao longo de nove meses, os escolhidos participarão de diversas jornadas de aprendizagem, recebendo apoio financeiro, técnico e de negócios, para apresentarem seus produtos a investidores e especialistas.

Desde o início do AWC, em 2015, o Instituto TIM estimula a diversidade e, desta vez, o tema foi inserido no edital: representatividade de gênero e raça nos grupos eram critérios de desempate na seleção dos projetos a participação. Como resultado, a turma de 2020 é a que conta com maior percentual de mulheres (42%) e traz projetos como o Maria, um absorvente interno biodegradável feito com fibra de casca de banana.

Outro critério de seleção foi a priorização de trabalhos que possam contribuir no enfrentamento dos desafios de uma sociedade pós-pandemia. Uma das ideias selecionadas, por exemplo, pretende diagnosticar a Covid-19 utilizando inteligência artificial. O desenvolvimento de aplicativos de telemedicina e plataformas colaborativas para ensino EAD e para o compartilhamento de espaços ociosos em bares e restaurantes também estão entre os escolhidos.

Todos os workshops e mentorias desta nova turma serão virtuais, evitando deslocamentos e aglomerações. A Feira de Investimentos, que encerra o ciclo do programa, acontecerá em maio de 2021 e marcará também o início da próxima edição do Academic Working Capital. Em cinco anos, a iniciativa já apoiou o desenvolvimento de quase 150 projetos inovadores, com a participação de cerca de 400 estudantes e 50 startups constituídas.

Sete anos com 700 mil beneficiados

O Instituto TIM acaba de completar sete anos e celebra a marca de mais de 700 mil pessoas beneficiadas com seus projetos, em mais de 500 municípios de todo o Brasil. Além do início de uma nova turma do Academic Working Capital, a instituição comemora a data com o lançamento de um novo portal, com layout moderno e mais conteúdos.

Na página (www.institutotim.org.br), será possível acompanhar as iniciativas que pretendem democratizar a ciência, tecnologia e inovação, promovendo o desenvolvimento humano no Brasil. Ao longo de sua trajetória, o Instituto TIM adaptou para a realidade brasileira metodologias para o ensino de matemática e de ciências e desenvolveu aplicações tecnológicas voltadas para a gestão pública em parceria com governo e órgãos como o UNICEF. Na educação, são destaques o incentivo à ciência espacial nas escolas com o projeto Garatéa-ISS, que leva experimentos científicos de estudantes para o espaço, o apoio ao empreendedorismo universitário do já mencionado Academic Working Capital e as Bolsas Instituto TIM-OBMEP, realizadas em parceria com a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, que permitem a jovens talentosos de baixa renda se dedicar integralmente ao ensino superior.

Durante a pandemia, o Instituto TIM provou sua maturidade, adaptando projetos para o formato digital – como a Bateria do Instituto TIM, que mantém suas aulas por meio de vídeos – e apoiando iniciativas de combate à crise provocada pela Covid-19. O TIM Tec, plataforma virtual que disponibiliza cursos gratuitos a distância, foi protagonista, com crescimento de 200% nas inscrições no primeiro semestre de 2020, alcançando a marca de 100 mil usuários cadastrados. A iniciativa foi incluída na plataforma Aprendendo Sempre, coalizão com diversas organizações da sociedade civil que apoia professores e famílias na promoção da aprendizagem durante a pandemia.

“Os primeiros sete anos de Instituto TIM foram uma extraordinária viagem na sociedade e no grande potencial do país. A possibilidade de contribuir para a transformação da vida de milhares de pessoas é uma grande motivação para o futuro, principalmente no momento atual, em que a tecnologia e a ciência e o empreendedorismo e a inclusão se mostram como as maiores alavancas para o desenvolvimento”, afirma o presidente do Instituto TIM, Mario Girasole.

Sobre a TIM

“Evoluir juntos com coragem, transformando tecnologia em liberdade” é o propósito da TIM, que atua em todo o Brasil com serviços de telecomunicações, focada nos pilares de inovação, experiência do cliente e agilidade. A empresa é reconhecida por liderar movimentos importantes do mercado desde o início de suas operações no país e está à frente da transformação digital da sociedade, em linha com a assinatura da marca: “Imagine as possibilidades”. É, desde 2015, líder em cobertura 4G no Brasil – conectando, inclusive, o campo para viabilizar a inovação no agronegócio – e, já pronta para um futuro ainda mais digital, ativará comercialmente a tecnologia 5G em três cidades em outubro.

A TIM valoriza a diversidade e promove uma cultura sempre mais inclusiva, com um ambiente de trabalho pautado no respeito. A companhia é a única do setor de telecomunicações a integrar o Novo Mercado da B3, reconhecido como nível máximo de governança corporativa, além de estar há 12 anos seguidos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), sendo operadora por mais períodos consecutivos nesta carteira. Também é primeira empresa de telefonia reconhecida pela Controladoria-Geral da União (CGU) com o selo “Pró-ética”, iniciativa que existe com o objetivo de promover um ambiente corporativo mais íntegro, ético e transparente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.