.

Helena Duailibe repercute dados sobre aumento de casos de tuberculose no Maranhão

A deputada Helena Duailibe (solidariedade) usou a tribuna, na sessão plenária desta quinta-feira (24), para chamar atenção sobre o aumento dos casos de tuberculose no Maranhão. A parlamentar destacou o Projeto de Lei 297/19, de sua autoria, que institui a Semana Estadual de Prevenção à Tuberculose, a ser realizada sempre no mês de março, devendo constar do calendário oficial do estado.

À época, Helena Duailibe justificou que a tuberculose era uma epidemia que assolava grande parte do mundo, causando quase um milhão e meio de mortes a cada ano, principalmente em países em desenvolvimento.

A deputada falou sobre a gratuidade no atendimento realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a pessoas com tuberculose em todo o país e apresentou estatísticas do aumento de casos da doença no Maranhão.

“É uma doença que ainda nos entristece. Tem cura e tratamento gratuito pelo SUS, mas, infelizmente, os casos vêm aumentando em todo o estado. Venho a esta tribuna apresentar o último relatório da OMS, que informa que são notificados, no Brasil , 67 mil novos casos por ano. Além disso, de acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde, o Maranhão apresentou, entre 2020 e 2021, aumento de casos notificados, com 2.608 em 2020 e 3.406 em 2021. Não podemos aceitar isso”. pontuou

A deputada disse, ainda, que o aumento da demanda em hospitais poderia decorrer dos casos de pessoas infectadas por Covid -19.  Ela finalizou o discurso frisando que o Hospital Presindente Vargas é referência em São Luís para o tratamento especializado.

“A coordenação do Programa Estadual de Controle da Tuberculose acredita que o aumento se deve a uma maior procura da população com sintomas gripais de Covid-19, nas unidades de saúde. O Hospital Presidente Vargas é uma unidade de referência estadual e, atualmente, conta com mais de 200 pacientes em tratamento ambulatorial”, concluiu.