O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Fórum de São Luís é sanitizado durante suspensão das atividades presenciais

O Fórum de São Luís, localizado no bairro do Calhau, está passando por serviços de sanitização de suas instalações, durante todo o período de suspensão das atividades judiciais e administrativas presenciais, de 29 de maio a 6 de junho, no turno da tarde. Desde a segunda-feira, 31 de maio, 42 gabinetes judiciais já foram sanitizados. Os serviços começaram pelos setores judiciais e administrativas e serão encerrados nas áreas comuns do prédio.

Todas as dependências estão recebendo a aplicação de produto à base de hipoclorito de sódio, para desinfecção dos ambientes, com o objetivo de evitar a contaminação de juízes, servidores e usuários da Justiça contra o coronavírus. O andamento dos trabalhos é acompanhado por meio da internet, pelas equipes de trabalho do fórum. 

A sanitização está sendo realizada em 80 gabinetes e mais 31 unidades situadas no térreo, em seis dos sete andares – com exceção do segundo, onde estão as garagens -, quatro salões do Tribunal do Júri e dois auditórios do fórum, além das áreas comuns, por cerca de 40 funcionários da “Gestor”, empresa terceirizada que presta serviços gerais ao Poder Judiciário, com apoio de servidores da Coordenadoria Administrativa do fórum.

PREVENÇÃO À COVID-19

Em comunicado aos juízes e chefes dos setores administrativos, em 28 de maio, a juíza Laysa Martins Mendes, respondendo pela diretoria do fórum, pediu a colaboração do pessoal do fórum na condução das medidas de restrição adotadas na prevenção e contenção da evolução dos casos de Covid-19 e na execução dos trabalhos de sanitização, com o objetivo de “assegurar um retorno às atividades presenciais em um ambiente salubre e higienizado”.

A diretora do fórum, juíza Andréa Perlmutter Lago, informou que a sanitização irá proporcionar um ambiente de trabalho mais seguro e tranquilo aos magistrados e servidores que trabalham no fórum, e também aos seus frequentadores, após o retorno dos trabalhos presenciais com o fim da vigência do prazo de suspensão das atividades presenciais previsto na Portaria-GP – 382/2021.

Segundo o coordenador administrativo do fórum, Carlos Izoni de Carvalho, o serviço não tem prazo fixo para terminar, porque dependerá das necessidades de cada unidade e a sanitização das instalações é feita sempre que solicitada, desde o ano passado.

No período da suspensão das atividades presenciais, o acesso ao fórum é permitido a apenas um servidor por unidade, com identificação funcional, e somente pela entrada lateral do prédio, no horário das 8h às 13h. O acesso dos magistrados é liberado.