Detran-MA realizou Operação Lei Seca na região do Jaracaty

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), através da Coordenação de Educação para o Trânsito, e em parceria com o Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRV), realizou blitz da Operação Lei Seca na quarta-feira (12), na avenida Profº Carlos Cunha, na região do Jaracaty.

De acordo com dados da Divisão de Estatística do Detran-MA, na ação foram abordados 133 veículos, realizados 130 testes do etilômetro, com 3 recusas, e um condutor foi autuado por dirigir sob influência de álcool.

Com a liberação das atividades de bares e restaurantes, o Detran-MA intensificou ações da Operação Lei Seca para coibir os acidentes de trânsito envolvendo condutores que insistem em ingerir bebida alcoólica antes de dirigir. Nas ações, todos os protocolos sanitários são observados pela equipe do Detran e BPRV, como uso de máscara de proteção, acesso a álcool em gel e o limite de distanciamento.

Para o educador do Detran-MA, Jimisson César Guterres, as blitzen da Operação Lei Seca são importantes na construção de um trânsito seguro. 

“Já é possível observar uma significativa mudança na forma que as pessoas reagem ao serem abordadas. Muitas parabenizam a Operação e destacam a importância das blitz para a segurança no trânsito. Este reconhecimento mostra que estamos na direção certa”, afirmou.

Lei Seca

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista flagrado conduzindo sob efeito de álcool ou que se recusar a fazer o teste do bafômetro será multado em R$ 2.934,70. No caso de reincidência no período de 12 meses, a pena será aplicada em dobro, ou seja, R$ 5.869,40, além da cassação da CNH por dois anos.

Nos testes com resultado superior a 0,34mg/l, a situação vira crime de trânsito. A punição nesses casos é detenção de seis meses a três anos, pagamento de multa, recolhimento da habilitação e suspensão do direito de dirigir por até um ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.