DeMillus lança máscara com proteção antiviral lança máscara com proteção antiviral

Referência brasileira quando o assunto é lingerie, a DeMillus converteu parte de sua linha de produção na fábrica, localizada na Penha, no Rio de Janeiro, para ajudar a minimizar os efeitos causados pela COVID-19 desde o início da pandemia. Foram vendidas mais de 4 milhões de máscaras e doadas, mais de 150.000. Pensando na proteção contra o novo coronavírus, a marca buscou novas tecnologias e já está testando máscaras de tecido e desenvolvendo outros artigos, com proteção antiviral.

DeMillus desenvolveu tecidos com o fio da Rhodia, batizado de Amni® Virus-Bac OFF, um fio têxtil de poliamida antiviral e antibacteriano com efeito permanente, que impede a ação de bactérias e vírus envelopados (influenza, herpesvírus e coronavírus) e não envelopados, com eficiência comprovada de acordo com padrões internacionais ISO 18184 (Determination of Antiviral Activity of Têxtil Products) e AATCC100 (antibacteriano).

A função dessa poliamida é bloquear a contaminação cruzada entre os artigos têxteis. “Estamos usando o mesmo material de camisetas esportivas, por exemplo, que matam as bactérias causadoras do mau cheiro com a transpiração. Esse tecido que nós desenvolvemos desativa 99% dos vírus e mata 99% das bactérias que entrarem em contato com o mesmo”, diz Viviane Figueiroa, Superintendente de Marketing da DeMillus. O agente antiviral atua no rompimento do envelope lipídico (gordura) dos vírus envelopados e, quando acontece esse rompimento, o material genético do vírus é exposto, nesse momento acontece a anulação dele, o que impede a sua disseminação e em consequência disso, o organismo perde a sua capacidade de contaminação. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.