Contra coronavírus, equipes fiscalizam lojas, mercados, postos e outros estabelecimentos

Com mais de 2.250 ações de fiscalização e orientação realizadas desde o início da pandemia da Covid-19 até os primeiros dias de julho, a Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa) tem feito as operações em lojas de roupas, bijuterias, calçados e afins; supermercados e congêneres; restaurantes e congêneres; e salões de beleza e estética, entre outros estabelecimentos. 

De acordo com balanço recentemente divulgado pela Suvisa – órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (SES) -, entre os dias 17 de março e 3 de julho deste ano, foram realizadas 623 operações de fiscalização e orientação em lojas de roupas e congêneres, 350 em supermercados e 179 em restaurantes e similares. 

Ao todo, já foram lavrados 1.330 termos de fiscalização, 347 termos de intimação e 145 punições.  

“Vamos continuar esse processo de fiscalização, sempre com muita proporcionalidade, mas visando assegurar a autoridade da lei no nosso estado”, afirmou o governador Flávio Dino.     

Neste último fim de semana, o foco foram os postos de gasolina e lojas de conveniência. A ideia é evitar aglomerações.

As fiscalizações são essenciais para garantir que os estabelecimentos comerciais estejam cumprindo normas sanitárias para evitar a proliferação do novo coronavírus, tais como o distanciamento social, a devida higienização dos locais e a oferta de álcool gel ou água e sabão para clientes e colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.