.

Conselho de sentença absolve acusado de tentativa de homicídio em Timon

Em sessão do Tribunal do Júri realizada nesta quarta-feira, dia 22, o conselho de sentença decidiu pela absolvição do réu Anderson Carlos Moreira Sousa. Na oportunidade, ele estava sendo acusado de tentativa de homicídio praticada contra J.C., que tinha 12 anos de idade à época do crime. De acordo com a ata da sessão, a maioria dos jurados acatou a tese da defesa, que foi a de negativa de autoria. A sessão, foi realizada no auditório do Fórum de Timon e contou com a atuação do promotor Nélson Nedes Ribeiro Guimarães, na acusação, e do advogado Thiago Adriano Oliveira, que atuou na defesa de Anderson Carlos. O júri foi presidido pelo juiz Rogério Monteles, titular da 1ª Vara Criminal de Timon.

Constou na denúncia do caso que o crime teria ocorrido em 25 de outubro de 2011, nas proximidades do bairro Planalto Boa Esperança, em Timon. Ressaltou que, na data citada, o menor foi encontrado por pessoas que trabalham na empresa Barro Forte. A vítima estava agonizando em um matagal e apresentando lesões por todo o corpo. Mesmo machucado, o menor declarou que, entre 23 e 25 de outubro, haja vista que não se lembrava bem do dia, estava no Bairro Saci, próximo a um posto de gasolina.

Seguiu relatando que um homem magro e moreno, depois sendo identificado como Anderson Carlos, o convidou para irem comer mangas, na casa de Anderson. O menor disse que, no caminho, Anderson o teria perguntado sobre uma bicicleta, que pertencia à sua mulher. Como não obteve resposta, Anderson teria desferido um soco na vítima, que desmaiou e foi levada para o local onde foi encontrada algum tempo depois toda machucada. Posteriormente, ao acordar, o menor começou a gritar por socorro.

Ao ser encontrado, ele foi atendido pelo SAMU e levado ao Hospital de Urgência de Teresina, onde permaneceu internado. A denúncia destacou que a materialidade do crime restou comprovada por meio de laudo do exame de corpo de delito. No que diz respeito à autoria, testemunha reconheceram Anderson Carlos como o homem que causou as lesões em J.C.