Braide acompanha segundo domingo de retomada da Feirinha São Luís, no Centro Histórico

Neste segundo domingo de retomada da Feirinha São Luís, 1º de agosto, mais uma vez a população da capital e turistas voltaram a ocupar o Centro Histórico para conferir os artesanato, a gastronomia típica, produtos agroecológicos e se divertir com a família e amigos nos espaços do evento e ao som das atrações culturais. O prefeito Eduardo Braide e família também estiveram na Feirinha e o gestor aproveitou para verificar a ampliação do espaço, que agora está mais confortável e seguro para todos. 

“Estamos retomando a Feirinha São Luís, evento da Prefeitura que se tornou tradição na cidade e que estava parado por causa da pandemia. Este é o segundo fim de semana de retorno com novidades como a ampliação do número de entradas e dos espaços para comercialização de produtos e circulação de pessoas. Vamos seguindo assim, sentindo o clima de cada domingo e fazendo as adequações necessárias para garantir um espaço cada vez mais seguro e confortável para nossa população e os turistas que visitam nossa cidade”, disse o prefeito Eduardo Braide. 

O prefeito Eduardo Braide foi à Feirinha São Luís acompanhado da primeira-dama, Graziela Braide, e seus filhos Maria Antônia, Manuela e Luís Eduardo. Ele visitou todos os setores do evento, conversou com os comerciantes e também recebeu muitas manifestações de carinho por parte da população. 

A Feirinha São Luís voltou a animar os ludovicenses e turistas na capital no domingo, 25 de julho, após quatro meses paralisada por causa das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. O evento segue todos os protocolos sanitários, como o uso obrigatório de máscaras e a disponibilização de álcool em gel em todos os espaços. A retomada do evento, que acontece todos os domingos, das 9h às 16h, se deu em novo formato e neste segundo fim de semana contou com novas adequações. 

O titular da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Liviomar Macatrão, disse que as melhorias feitas entre o primeiro e o segundo fim de semana de evento fazem parte da constante preocupação da Prefeitura em garantir a segurança de todos. 

“Nós ampliamos o espaço gastronômico, recolocamos alguns segmentos em outros pontos e ampliamos a área ocupada no Centro Histórico. Com essa ampliação, possibilitamos que tanto os comerciantes quanto os frequentadores tenham maior espaço para circular, garantindo mais conforto e a segurança do distanciamento social já que, mesmo São Luís tendo avançando na vacinação, ainda estamos em período de pandemia”, afirmou. 

Novas entradas

Uma das mudanças feitas foi a ampliação do número de acessos à Feirinha. Agora são quatro entradas: pela Avenida Dom Pedro II, ao lado da Praça Benedito Leite; pela Rua do Egito, que pode ser subindo a ladeira ou pela Praça João Lisboa; e tem também a entrada pela esquina (a que tem o semáforo vertical) da Avenida Dom Pedro II com a Rua do Egito, liberada às 11h30min, após o término da missa na Igreja da Sé. 

Para isso, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) está desenvolvendo ações de disciplinamento, interdição e desvio em alguns pontos do entorno do Centro Histórico, com atenção para os acessos à Feirinha. “A Feirinha foi ampliada para melhor atender a todos. Por conta das mudanças, montamos uma operação para garantir que quem vem prestigiar a programação tenha tranquilidade em estacionar e também para quem chega em outros meios de transporte. Nossos agentes de trânsito estão dispostos em locais estratégicos em toda a região que compreende o evento, orientando as pessoas e para que o trânsito possa fluir normalmente durante o período em que acontecem as atividades da Feirinha São Luís”, informou o titular da SMTT, Cláudio Ribeiro. 

Também foi feita a ampliação do espaço gastronômico, que concentra grande público por causa da venda, principalmente de comida típica, ocupando, agora, a área maior na Praça João Lisboa. Além disso, no início da Rua do Egito os frequentadores encontram food trucks.

 Mudanças aprovadas

As mudanças agradaram os frequentadores. “Eu vim no domingo passado muito rapidamente e hoje está ainda mais confortável para circular pelos estandes, observar os produtos e fazer as compras”, disse a professora Cristina Pereira. 

Os comerciantes também aprovaram a ampliação do espaço. “As barracas agora ficam um pouco mais distanciadas. Com isso, a gente pode atender melhor os clientes. Ficou muito bom assim”, comentou Nádia Chaves, que vende comida típica na Feirinha. 

Nesse novo formato adotado para a retomada da Feirinha São Luís, além da Praça Benedito Leite, as ruas de Nazaré e do Egito, Praça João Lisboa e outros espaços no mesmo perímetro estão sendo utilizados para distribuir os espaços de gastronomia, brechó, agroecológico, artesanato e PET. 

Também foram reservadas áreas para que a população possa fazer piqueniques e para uso institucional pelos diversos órgãos da administração municipal. Neste domingo (1º), a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) estava com dicas de alimentação saudável e fazendo um alerta para o combate às hepatites virais (B e C), além de uma ambulância com equipe de atendimento no local. Tem ainda o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), espaço da Secretaria Municipal de Turismo (Setur) com informações sobre a cidade.

Oportunidade de negócios e vendas

A Feirinha São Luís é um importante espaço de fortalecimento da economia e uma oportunidade para os pequenos empreendedores e os produtores rurais, sobretudo neste momento de retomada da economia, com a crise causada pela pandemia da Covid-19. Somente no primeiro domingo de volta do evento, mais de R$ 57 mil em serviços e negócios foram movimentados, segundo a Semapa. 

A Feirinha São Luís também está garantindo que artistas locais possam retomar suas apresentações, paralisadas há mais de um ano por causa da pandemia. Os cantores João e Fabrício Henrique e o Duo Instrumental fizeram a animação do público neste domingo em palco montado na Praça João Lisboa. 

Também estiveram presentes na Feirinha São Luís este domingo, os secretários municipais de Cultura, Marco Duailibe; da Pessoa com Deficiência, Carlivan Braga; o secretário adjunto de Fiscalização e diretor da Blitz Urbana, Ashbel Muniz e o adjunto da Semapa, Dilmar Araújo.