Giro de Noticias

BACABEIRA – Ação preventiva contra a automutilação e o suicídio é realizada em escola

O Ministério Público do Maranhão, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Rosário e do Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos e Cidadania (CAO-DHC), realizou nesta terça-feira, 23, na Unidade Integrada Raimundo Aquino Macedo, em Bacabeira, uma programação com ações preventivas de combate à automutilação e ao suicídio.

A iniciativa, que integra o projeto institucional Rede do Bem: estamos aqui para ajudar!, e é realizado pelo CAO-DHC em parceria com o Fepas-MA, contou com o apoio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Instituto Ruy Palhano e a Prefeitura de Bacabeira. O município é termo judiciário da Comarca de Rosário.

Os trabalhos foram coordenados pela promotora de justiça Fabíola Fernandes Ferreira, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Rosário. Na abertura, estiveram presentes a secretária de Assistência Social de Bacabeira, Leilian Calvet, a gestora da escola Jacirema Santos e o vereador Jefferson Calvet.

Segundo Fabíola Ferreira, a iniciativa visa fomentar dentro das escolas o debate acerca da importância da política de prevenção ao suicídio e do tratamento das doenças mentais, estimulando o contato das unidades educacionais com os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) nos respectivos municípios, bem como fortalecer o funcionamento desses centros.

Durante a programação foram realizadas oficinas de capacitação destinadas aos diversos segmentos da comunidade escolar. Para os pais e familiares dos alunos, foi oferecida a oficina “Como ajudar os nossos filhos?”, ministrada pela terapeuta ocupacional Kamyla Fortaleza, do Instituto Ruy Palhano.

Para os alunos, a oficina teve como tema “Aluno consciente, escola segura!”, dada pela psicóloga Vanessa Martins, também do Instituto Ruy Palhano. Aos professores e funcionários da escola foi apresentada a capacitação “A escola como instrumento de prevenção de doenças mentais”, ministrada pelas assistentes sociais Ângela da Silva Lopes e Ana Maria Machado, da Unidade Regional de Educação da Seduc.

De acordo com a organização da atividade, o público alcançado atingiu 600 alunos, 78 servidores da escola, entre professores e prestadores de serviços, além de centenas de pais ou responsáveis, totalizando quase 1000 pessoas.