Após mediação feita pelo Estado, quilombolas liberam bloqueio na MA-211 em Bequimão

Depois de três dias de negociações, representantes de cinco comunidades quilombolas (Ramal do Quindiua, Quindiua, Mafra, Santa Rita e Jacaretiua) que protestavam bloqueando o acesso de caminhões e carretas que faziam o transporte de materiais até o canteiro de obras da ponte sobre o Rio Pericumã, que interligará o município de Bequimão a Central do Maranhão, puseram fim, na quarta-feira (26), ao bloqueio, liberando a passagem e o tráfego das carretas que fazem o transporte da estrutura metálica da ponte. Por conta do tráfego de veículos pesados, as comunidades estavam sofrendo transtornos.

Com o intuito de mediar uma saída pacífica para o conflito, uma equipe da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e da Secretaria Extraordinária de Igualdade Racial (Seir), entre eles o ouvidor de Direitos Humanos, Igualdade Racial e Juventude, Maurício Paixão, e o assessor Técnico da Seir, Mauro Marques, foi enviada até o local do bloqueio na tarde de segunda-feira (24). 

Após ouvir as lideranças e a população presente, ficou acertado que a empresa responsável pela obra iniciaria o quanto antes os serviços de reparação da estrada, que compreende em nivelamento, umectação e compactação de cascalho. O serviço foi iniciado já na manhã da terça-feira (25), culminando com a liberação total da pista na quarta-feira (26). Um documento com as reivindicações foi redigido e assinado pelos representantes do Governo e das comunidades selando assim o fim do conflito.

O ouvidor Maurício Paixão considerou importante este momento de negociação e destacou a criação de um grupo de monitoramento e diálogo formado por integrantes do Governo do Estado e da comunidade. “O intuito é nos reunirmos periodicamente para avaliarmos os avanços e traçarmos novas metas, sempre no rumo de garantirmos o bem-estar da comunidade”, pontuou.

Para um dos líderes do Movimento Quilombola de Bequimão (Moquibeq), Fábio Costa, a esperança agora é que as reivindicações sejam cumpridas, “queremos que este canal de comunicação direta com o governo se mantenha e que nossos direitos sejam resguardados”, frisou.

Ponte Central-Bequimão

A Ponte Central-Bequimão, localizada sobre o Rio Pericumã, é uma das maiores obras em execução no Maranhão. Com investimento de aproximadamente R$ 70 milhões, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), encurtará o acesso a mais nove municípios da região dos Guarás, entre eles Mirinzal e Cururupu. A obra é um anseio antigo dos moradores da região.

Localizada na MA-211, a ponte tem extensão de 589 metros e interligará os municípios de Bequimão e Central do Maranhão, criando acesso para as cidades de Apicum-Açu, Bacuri, Serrano do Maranhão, Cururupu, Porto Rico, Cedral, Guimarães e Mirinzal, reduzindo em até 152 km o percurso e solucionando os entraves de mobilidade urbana para os moradores da região. Além disso, garante escoamento da produção de pescado, alavanca o turismo e possibilita mais rapidez no acesso à capital do Maranhão e ao estado do Pará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.