Acusado de tentativa de homicídio é condenado pelo júri popular de Parnarama

A juíza Sheila Silva Cunha, titular da Comarca de Parnarama, presidiu uma sessão do Tribunal do Júri na unidade judicial nesta quarta-feira, dia 17. No banco dos réus, o lavrador Francisco das Chagas Lucena Neto. Ele estava sendo julgado sob acusação de prática de crime de tentativa de homicídio, que teve como vítima Manoel Rodrigues da Silva. Ao final, o réu foi considerado culpado pelo conselho de sentença, recebendo a pena de 7 anos e meio de prisão, a ser cumprida, inicialmente, em regime semiaberto.

Consta no inquérito policial que o crime ocorreu na data de 2 de setembro de 2019, no bairro Agrovema, que fica na sede de Parnarama. O denunciado, conhecido como ‘Chico do Joca’, teria tentado contra a vida de Manoel, utilizando-se, para tal, uma arma branca do tipo faca. A companheira da vítima, Antônia Tote da Silveira, teria impedido a consumação do delito, haja vista ter ligado para a polícia, instante em que ‘Chico do Joca’ teria fugido do local. A denúncia relata que o crime foi praticado mediante emboscada, o que dificultou a defesa da vítima.

Pelo que foi apurado, o denunciado viveu por 8 anos com Maria Helena Silveira, filha de Antônia Tote Silveira. Inconformado, Francisco das Chagas foi até a casa dos pais de Maria Helena, tentando reatar o relacionamento, o que foi negado pela mulher. Nesse momento, houve o desentendimento entre o denunciado e a vítima Manoel, que é padrasto de Maria Helena. Ato contínuo, após os ânimos esfriarem, Manoel foi até um comércio, quando teria sido surpreendido por Francisco, que o atacou a golpes de faca. Quando Antônia disse que chamaria a polícia, Francisco fugiu em uma motocicleta vermelha.

Após o julgamento desta quarta-feira, a Justiça expediu alvará de soltura ao réu, haja vista que cumprirá a pena em regime semiaberto. Além da magistrada, atuaram na sessão de julgamento o promotor Renato Ighor Viturino Aragão, na acusação, e o defensor Gustavo de Melo Lima, que trabalhou na defesa de Francisco das Chagas. A sessão foi realizada na Câmara de Vereadores.