A importância do farmacêutico para a sociedade em seus 108 anos de profissão

O Dia do Farmacêutico, comemorado em 20 de janeiro, é uma oportunidade para reconhecer o papel fundamental dos profissionais farmacêuticos na promoção da saúde e na assistência à população. A data foi escolhida em função da fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), em 20 de janeiro de 1916. Na época, era a maior instituição representativa da categoria, no país.

Durante o período da pandemia da COVID-19, percebeu-se um grande desenvolvimento do setor farmacêutico. De acordo com as informações do Anuário Estatístico do Mercado Farmacêutico, divulgado pela Secretaria-Executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (SCMED), a venda de medicamentos no Brasil gerou um faturamento de R$ 131,2 bilhões em 2022. Em comparação ao ano de 2021, que era de R$ 135,2 bilhões, o setor teve uma redução de 3%.

Esse comparativo acompanha uma previsão do Instituto IQVIA, que projeta uma desaceleração no setor farmacêutico. No Brasil, de 2023 a 2027, o gasto anual deve crescer entre 9% e 12%, no cenário mais favorável para o setor.

Nathania Santiago, professora do curso de Farmácia da Estácio, ressalta a importância da profissão farmacêutica no contexto atual. “Durante a pandemia, os farmacêuticos desempenharam um papel vital, atuando na linha de frente para garantir o acesso a medicamentos, orientação adequada aos pacientes e contribuindo para a segurança no uso de medicamentos”, explica.

Os farmacêuticos desempenham um papel crucial na gestão de medicamentos, desde a produção até a distribuição, garantindo a qualidade e segurança dos mesmos. “Além disso, têm sido fundamentais na orientação sobre vacinas, tratamentos e medidas de prevenção de várias doenças, desempenhando um papel essencial na educação em saúde”, revela.

A farmacêutica destaca que depois da pandemia a credibilidade do setor farmacêutico cresceu. “Espera-se que os farmacêuticos continuem a desempenhar um papel significativo, não só na resposta às crises de saúde, mas também na expansão e acesso aos serviços de saúde, na pesquisa e desenvolvimento de medicamentos e na promoção de práticas de saúde pública”, complementa Nathania.

Para a profissional, a data é um momento importante para destacar pontos principais e valorizar o setor. “A celebração do Dia do Farmacêutico não apenas reconhece a importância dessa profissão, mas também é um momento para valorizar o trabalho desses profissionais que estão na linha de frente, proporcionando cuidados de saúde de qualidade à população”, finaliza.