.

A importância da cadeira para manter a saúde no Home Office e como escolher certo seguindo padrões de ergonomia

O agravamento da pandemia da Covid19 levou muita gente a adotar o trabalho em casa, o chamado home office, além dos alunos que passaram a estudar de forma remota. Agora são milhares de pessoas que fazem da casa o sue local de estudo ou trabalho diariamente, mas o que muitos não sabem é que podem estar acabando literalmente com a sua coluna pelo uso inadequado da cadeira que utiliza para essas funções.

São vários e graves os problemas de saúde ocasionados pela má postura e uso de cadeira não apropriada ou na altura errada. Além do desconforto e cansaço que levam à menor produtividade, e isso pode causar problemas na coluna, tais como hérnia de disco, lombalgia, bico de papagaio, a cifose torácica (corcunda, aumento acentuado na curva da coluna) e até a escoliose que não tem cura.

Também conhecido como LER, a Lesão por Esforço Repetitivo atinge quem fica sentado por muito tempo e a lesão ocorre devido aos movimentos contínuos como a digitação no computador quando feita de forma errada ou sem pausas; e agravado ainda mais pelo uso de uma cadeira inadequada. E isso traz problemas para os músculos, nervos e ligamentos. Uma boa cadeira pode ajudar a evitar a LER, garantindo uma boa postura durante a realização do estudo ou trabalho. Para se ter uma ideia da gravidade do problema, dados do INSS mostram que somente em 2017 foram concedidos mais de 22 mil benefícios no país cuja causa foi a LER.

Outro problema grave é relacionado à circulação sanguínea x má postura. Vale alertar que as cadeiras de baixa qualidade ou de outros modelos que não as de escritório, dificultam a boa circulação do sangue (este tem a função de levar oxigênio e nutrientes às partes do corpo). E quando o sangue não consegue chegar de forma adequada nas extremidades do corpo, há a chance da pessoa apresentar problemas como varizes, que por sua vez podem levar à perigosa trombose. Por isso, além de fazer pausas e intervalos para mexer melhor os membros ao longo da jornada; é essencial manter a a boa postura e a altura adequada da cadeira, com os pés tocando no chão ou em um suporte para pés.

Por todos esses problemas elencados não resta a menor dúvida de que investir em uma cadeira de escritório adequada e de qualidade não é luxo, mas sim uma questão básica de saúde e qualidade de vida. Nas lojas Potiguar há diversos modelos de cadeiras ergonômicas, desde as mais coloridas e com estilo jovem às mais clássicas e apropriadas para ambientes mais sóbrios. Mas todas oferecem ajustes de altura que é o item principal para garantir a boa postura.

A arquiteta Marina Bogéa, do escritório Por Metro Quadrado, atesta que aumentou a demanda por projetos de home offices desde o ano passado. As pessoas estão mais atentas à necessidade de buscar uma ajuda profissional para melhor ajustar seu espaço de estudo ou trabalho em casa. Ela tem algumas dicas sobre como escolher a cadeira ideal, com modelos disponíveis nas lojas Potiguar e seguindo as orientações na norma reguladora NR17:

“Há várias opções e modelos, mas em geral a cadeira adequada deve ter regulagens de altura que vão permitir a boa postura da coluna, e ainda melhor quando o encosto é regulável. O ideal é sentar com a coluna ereta, para que o tronco forme um ângulo de 90º com as pernas, e com os pés encostando sempre no chão ou em algum suporte ortopédico de apoio para os pés” , explica Marina.

Ela alerta para o perigo de usar cadeiras meramente decorativas, mas inadequadas em projetos de home office. Afinal, o que se busca acima de tudo é ergonomia e saúde e não apenas estilo na decoração final.   

 “Quem trabalha com computador e digitação, por exemplo, necessita de um bom apoio de braços, de modo que o cotovelo permaneça em um ângulo de 90° durante a atividade. Outro ponto importante a observar na hora de escolher uma cadeira é o tipo de piso do chão, para que as rodinhas não tenham problemas para girar e deslizar. Em pisos frios como o porcelanato e a cerâmica, o melhor é o rodízio modelo W — feito de silicone e evita marcas e arranhões no acabamento. Já para pisos de madeira e carpetes, a melhor alternativa é o rodízio duro, modelo H, feito de nylon” completa a arquiteta.

Ela lembra ainda que, além da cadeira ideal e do apoio de braças no mesma, a pessoa deve também atentar para a altura certa do notebook em cima da mesa, que deve ser mais elevando, na altura dos olhos. O melhor é usar um suporte de mesa para colocar o notebook mais elevado, permitindo assim que a pessoa mantenha a postura correta, com a coluna sempre ereta. Quanto à altura ideal da bancada ou mesa, deve seguir o padrão que é de 0,75cm de altura, mas sempre buscando adequar a altura da pessoa também.