O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

2ª Vara da Mulher realiza atividades alusivas ao Dia Internacional dos Direitos Humanos nesta sexta (10)

A 2ª Vara Especial de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de São Luís realiza, nesta sexta-feira (10), no auditório do Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), programação alusiva ao Dia Internacional dos Direitos Humanos. O evento será aberto às 8h, com o depoimento de uma vítima sobrevivente de feminicídio. Haverá palestras, apresentação do relatório de atividades da unidade judiciária, referente aos anos de 2020 e 2021, e de outros órgãos e entidades participantes da Rede de Enfrentamento da Violência contra as Mulheres.

O evento tem o apoio da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEMULHER), do Tribunal de Justiça do Maranhão. A juíza titular da 2ª Vara da Mulher, Lúcia Helena Heluy, disse que é uma programação de fim de ano, realizada pela unidade judiciária para apresentar contas da produtividade da unidade; agregar mais saberes, através de palestras; replicar boas práticas desenvolvidas por outros magistrados e magistradas; dar visibilidade ao trabalho realizado por órgãos e entidades da rede de proteção; prestar homenagens; e sensibilizar a sociedade sobre a necessidade de união de forças pelo fim da violência contra as mulheres.

Às 8h30, a secretária-adjunta dos Direitos da Pessoa com Deficiência na Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular do Maranhão, Beatriz de Carvalho, vai falar sobre “Os direitos humanos e a garantia de direitos às mulheres com deficiência”. Ela é jornalista, ativista do movimento da pessoa com deficiência por mais de 20 anos e ex-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

O tema “A espacialização da violência contra a mulher em São Luís” será abordado pela mestra em Geografia (UFMA), Amanda Ribeiro Bezerra, que estuda a violência contra a mulher em São Luís, com ênfase na espacialização da violência no cotidiano. A palestra será às 9h30. Em seguida, haverá o lançamento do projeto “O Judiciário nas escolas, com eles e com elas, por eles e por elas”, que será apresentado na solenidade pela juíza Samira Heluy.

Haverá também a atualização e assinatura do Protocolo da Rede de Enfrentamento da Violência contra as Mulheres, agregando vários órgãos presentes na solenidade. A programação alusiva ao Dia Internacional dos Direitos Humanos será encerrada às 11h, com homenagens a pessoas e instituições que contribuem para o combate à violência contra a mulher.

Participam das atividades do Dia Internacional dos Direitos Humanos a CEMULHER e vários órgãos parceiros. O evento presencial segue todos os protocolos de prevenção da COVID-19, como a obrigatoriedade do uso de máscara e o distanciamento entre as pessoas no local.