Empresários Valdez Maranhão Correa Cruz e Fabiano Lopes Ferreira recebem Título de Cidadão Ludovicense

Em solenidade realizada nesta sexta-feira (27), no Plenário Simão Estácio da Silveira, na Câmara Municipal de São Luís, o vereador Raimundo Penha (PDT), presidiu o ato que concedeu aos empresários Valdez Maranhão Correa Cruz e Fabiano Lopes Ferreira o Título de Cidadão Ludovicense. Representando a autora das proposições, Karla Sarney (PSD), o pedetista lembrou a importância dessa honraria, pois é uma forma de prestar homenagem a pessoas que não nasceram em São Luís, mas vivem ou viveram por um período na cidade, contribuindo, de alguma forma.

“Aqui estamos, hoje, através da vereadora Karla Sarney, concedendo o título para dois empresários, que na minha visão, ajudam a impulsionar a nossa economia, a nossa cidade”, disse o vereador. “Para crescer e se desenvolver, a cidade precisa também dessa parceria com o empresariado”, completou.

Proprietário do Consórcio Nacional Imperial, empresa que se estabeleceu em São Luís no ano de 2007, sendo incorporada mais tarde ao seu principal empreendimento, Multimarcas Consórcio, Fabiano Lopes Ferreira estabeleceu-se na capital maranhense há aproximadamente 25 anos. “Aqui eu construí empresas, eu construí negócios, eu construí parceiros, funcionários, mais de 500 espalhados por esse estado e, muitos deles aqui na capital de São Luís. Então, para mim, é uma emoção muito grande, a partir de hoje ser considerado filho desta terra”, comemorou o empresário.

De acordo com Fabiano Ferreira, antes, quem recebia o título de cidadania honorário era considerado um filho adotivo, mas a constituição brasileira acabou com este adjetivo. “Filho adotivo agora é filho e ponto. Então, eu sou filho de São Luís”, pontuou o também advogado e professor de direito.

No caso de Valdez Maranhão Correa Cruz, o empresário mora em Belo Horizonte há 45 anos, onde mantém o Boteco do Maranhão, tradicional restaurante da cidade. “Levo o nome do Maranhão para todo lugar que eu vou. Já viajei o mundo vendendo o estado do Maranhão e hoje, graças a Deus e à vereadora Karla Sarney, eu estou recebendo o título de cidadão de São Luís, que para mim é uma grande honra”, disse o homenageado, que é maranhense, nascido no município de Bacabal.

Mesmo há tanto tempo morando na capital mineira, Valdez nunca esqueceu suas raízes. “Eu estou sempre aqui em São Luís. Venho três ou quatro vezes por ano, para fazer a Feijoada do Maranhão aqui em São Luís. Amanhã mesmo vai acontecer aqui no Rio Poty, mais uma edição”, disse o empresário, acrescentando que há 32 anos realiza o mesmo evento em Belo Horizonte, já tendo levado a Feijoada do Maranhão até Portugal. “E foi um sucesso por lá também! O único problema foi que a cerveja encalhou, porque os lusitanos só queriam a caipirinha brasileira”, relatou.

Também fizeram parte da mesa o diretor de Relações Institucionais da Casa, Ivaldo Rodrigues, e o chefe de gabinete da vereadora Karla Sarney, Miqueias Albuquerque.