Vigilância Sanitária do Estado realiza mais de 3,6 mil ações de fiscalização em combate à Covid-19

Com 3.619 ações de fiscalização realizadas desde o início da pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) completa seis meses de enfrentamento ao coronavírus fazendo visitas a estabelecimentos comerciais e abordagens educativas junto à população. Executadas por fiscais da Superintendência de Vigilância Sanitária (SUVISA/SES), as intervenções se somam aos esforços do Governo do Maranhão para dar respostas rápidas contra a doença. 

Com as fiscalizações, a SUVISA já realizou 809 termos de intimação, 167 autos de infração e 10 interdições. Até o momento, também foram aplicadas 21 penalidades de multa, isso após o julgamento dos processos administrativos. Durante as fiscalizações, dão apoio a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Civil, Procon-MA, assim como as Vigilâncias Sanitárias Municipais replicando as orientações da Vigilância Estadual. 

De acordo com o superintendente de Vigilância Sanitária, Edmilson Diniz, as ações realizadas levam orientação às pessoas e aos serviços. “O intuito é garantir que os protocolos tenham sido adequados à nova realidade imposta a todos. Por isso, temos garantido que a implementação destas iniciativas resguarde a vida tanto de trabalhadores como das pessoas em geral que frequentam estabelecimentos”, afirmou. 

Somente neste fim de semana, os fiscais sanitários visitaram sete estabelecimentos. Destes, seis se encontravam fechados e apenas um se encontrava em funcionamento, onde foi aplicado um termo de fiscalização e uma de intimação. Os bairros com maior prevalência das ações de fiscalização são Centro, Calhau, João Paulo, Cohama, São Francisco e Turu. 

Durante quase seis meses de enfrentamento ininterrupto, as equipes de fiscais da SUVISA têm organizado seu cronograma de atividade para cobrir o máximo de demandas possível. Para isso, eles passaram a atuar em todos os três turnos, inclusive nos finais de semana. 

O planejamento da SUVISA compreende a manutenção das ações coordenadas de fiscalização no intuito de garantir o pleno cumprimento dos protocolos sanitários. Os termos foram estabelecidos nas portarias e decretos no enfrentamento da Covid-19 emitidos pelo Governo do Estado, com foco na reabertura gradual da economia e de serviços e na apuração de denúncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.